Felicidade 1: Aprenda Uma Meditação Cientificamente Comprovada.

meditation

“Você deve meditar vinte minutos por dia. A menos que você esteja muito ocupado pra meditar. Aí, você deve meditar uma hora.” -Provérbio chinês.

Aqui é o Geosh. Espero que esteja tudo bem com você! Esse é o primeiro artigo que estou escrevendo dessa série.

Sempre tive um interesse no assunto, mas esse interesse em felicidade e bem-estar ficou mesmo forte tem uns 2 anos. Foi quando eu percebi que não só a nossa saúde mental, espiritual e emocional dependem disso: fisiologicamente também dependemos dessa felicidade para viver vidas longas e saudáveis.

Tudo está interligado, e o assunto tem influência direta e comprovada na nossa aparência e também em hormônios que interferem no nosso peso.

Uma série de perguntas me deixou realmente intrigado:

-O que faz um ser humano se sentir feliz? Por que algumas pessoas parecem ter tudo e, ainda assim, não se consideram ou se sentem felizes?

-Por que, as vezes, parece que escolhemos nos sentir mal ao invés de nos sentir bem?

O senso comum sobre felicidade é tão vago e cheio de balela quanto alimentação e as vezes o assunto vira tabu, ou carrega uma carga emocional ruim.

Apesar do senso comum ser tão mal informado a respeito, essa é uma área da ciência muito rica e fascinante, onde todas as áreas se misturam!

O foco eram respostas lógicas, coesas e embasadas cientificamente para o assunto. Acredito que eu tenha adquirido uma base sólida pra entender essas perguntas.

No fim dessa série espero ter compartilhado com você essa base, realmente de muito valor: Uma visão sensata e bem completa do assunto, técnicas e ferramentas eficazes para conseguir resultados nessa área.

A Meditação Que Treina a Sua Mente Para A Felicidade:

Muito se repete que a meditação pode treinar e modificar a mente, nos fazendo mais felizes, mas pouco se diz sobre como isso de fato isso é possível e, principalmente, sobre como meditar pra atingir essa modificação.

O engraçado é que quando você pergunta a uma pessoa que medita sobre como essa pessoa medita, cada um medita de um jeito diferente. No geral todo mundo tem sempre uma explicação bem vaga sobre como meditar, hehehe!

2O Estudo dessa meditação em específico demonstrou que nós podemos aprender emoções positivas do mesmo jeito que aprendemos a tocar um instrumento ou a praticar um esporte. Isso fortalece os circuitos do cérebro responsáveis por sentir e detectar essas sensações. Foi possível verificar a ativação e o fortalecimento desses circuitos por ressonância magnética.

As pessoas fazendo este tipo de meditação foram capazes de aumentar os níveis de felicidade e por períodos mais prolongados. Fisiologicamente os resultados foram superiores até ao de antidepressivos fortes.

Sim, essa meditação realmente muda o seu cérebro pra melhor e aumenta os hormônios da felicidade que correm nas suas veias, de maneira mais potente do que um antidepressivo. É mole?

O Passo-a-Passo Da Meditação:

Essa meditação se chama Compassion meditation – Meditação da compaixão. Ela foi a meditação utilizada no estudo. O apelido que dei pra ela foi a meditação do abraço, por que é um jeito mais fácil de se lembrar dela =)

É uma meditação simples, então, 20 minutos é mais do que o necessário. Você pode fazer antes de dormir, ao acordar, ou em qualquer hora que tiver um tempinho adequado.

Sente-se de maneira confortável, ou deite-se. Respire profundamente e feche os olhos, sem pressa.

1 – Comece a pensar em alguém de quem você realmente gosta.

Alguém que te inspire, que te faça bem. Qualquer pessoa que você goste muito. Você pode visualizar a pessoa, dizer o nome dela com a sua voz mental, sentir a presença dessa pessoa. Com a sua voz mental, comece a dizer frases de compaixão para essa pessoa. Uma frase de exemplo:

  • Diga para a pessoa: Que você se sinta livre de todo sofrimento e tristeza. Que você se sinta bem e feliz.
  • Dê um abraço mental bem carinhoso nessa pessoa.
  • Repita o processo com mais pessoas que você goste.

2 -Depois de alguns minutos, transfira o foco das pessoas que você gosta, para si mesmo.

  • Diga para si mesmo: Que eu me sinta livre de todo sofrimento e tristeza. Que eu me sinta bem e feliz.
  • Visualize o sofrimento e a tristeza indo embora, saindo do seu corpo mesmo.
  • Dê um abraço mental em si mesmo.

3- Visualize alguém com quem você tenha um relacionamento difícil. Diga para a pessoa:

  • Que você se sinta livre de todo sofrimento e tristeza. Que você se sinta bem e feliz.
  • Direcione pensamentos positivos e dê um abraço mental nessa pessoa.
  • Repita o processo as pessoas que você tenha dificuldade em lidar, não goste, etc.

ps: O ódio e a mágoa são um veneno e quem bebe esse veneno é só você e mais ninguém. Mesmo que seja racional e sensato evitar ou tomar cuidado com algumas pessoas, também não faz sentido racional alimentar sentimentos nossos que só nos fazem mal, no final das contas, pra nós mesmos. Liberte-se disso 😉

4 – Visualize alguém com quem você não tenha nenhuma ligação atualmente.

O caixa do supermercado, o trocador de ônibus, aquele seu vizinho que vc só sabe que mora perto da sua casa, etc.

  • Diga para a pessoa: Que você se liberte de todo sofrimento e tristeza. Que você se sinta bem e feliz.
  • Dê um abraço mental bem carinhoso nessa pessoa.

5 – Termine a meditação oferecendo compaixão a todos os seres vivos do universo, sem limite:

  • Que todos os seres vivos se sintam livres de sofrimento e tristeza, que todos os seres se sintam bem e felizes.
  • Dê um abraço mental no universo.

A primeira vez que eu a fiz a sensação de liberação foi tão boa que eu perdi até a conta do tempo. Então, sinta-se a vontade para meditar quantas vezes e por quanto tempo quiser.

Caso tenha alguma dúvida, deixe seu comentário aí abaixo! Curta e compartilhe!

Um abraço pra você e pro universo, hehe=)

Geosh.

—————————————————————————————————————————-

Clique aqui para conhecer!
Clique aqui para conhecer o novo livro de receitas.

Banner250x250_2

Você deseja uma resposta passo a passo, completa e altamente eficaz para atingir o seu objetivo de emagrecimento de uma vez por todas? Te convido a conhecer o Livro Eletrônico Emagrecer de Vez.

Se você já conhece a eficácia do livro e já tomou a DECISÃO de mudar de vida e investir nesse livro eletrônico: Clique AQUIesse link leva direto para a compra.

Conheça também o novo livro de Receitas do Rodrigo, o 50 Receitas para emagrecerdevez. Ele tem alternativas realmente deliciosas que substituem qualquer alimento que você poderia utilizar como ¨desculpa¨ para não se alimentar de maneira Emagrecedora. No site ainda temos o Best Seller Hipertrofia Muscular, Para quem quer ganhar massa magra e obter os melhores resultados de maneira otimizada na academia.

———————————————————————————————————————————

  • LEONARDO

    Eu gosto bastante do Emagrecer de Vez e também dos blogs do Doutor Souto.
    Concordo com toda a teoria LCHF e Páleo.
    Inclusive já consegui perder 33,4 kg para ser exato.
    Agora essa ideia de meditação transcendental eu não acho científica.
    É interessante, mas científica? Não mesmo!
    Está mais para religião hindu. Não acho que isso seja interessante para mim.
    Filosofias orientais não funcionam para mim.
    Acredito que a minha felicidade está pautada noutros aspectos, como: alimentação, atividades físicas, fé, estudos diversificados de qualidade, etc.
    Bem…é isso!
    Não gosto da ideia de introduzir elementos de misticismo oriental como se fosse algo científico, pois não é!
    Os nossos ancestrais, nos quais baseamos nossa alimentação Páleo, não possuíam sistema de crença hindu, nem qualquer outra.
    Logo não vejo como seja possível encaixar esse artigo neste blog (que é científico)!
    Um abraço!
    Democracia é isso! Para mim, isto não passa de balela religiosa!

    • Rodrigo

      Há um estudo mencionado, então não se pode negar que há uma chance de tal assunto possuir base científica. E é difícil afirmarmos que os nossos ancestrais não possuam uma religião ou seguiam um comportamento religioso, até onde eu sei.
      Eu pessoalmente acredito muito na parte científica de tal assunto, mas respeito totalmente a sua opinião.

      Saúde mental é tão importante quanto saúde física/fisiológica.

      • Adrielle

        Rodrigo, quando VC diz que saúde mental é tão importante quanto fisiológica está certissímo, alias sem saúde mental, emocional, nenhuma pessoa pode ser realmente feliz.

      • Adrielle

        Mas religião não ajuda.

        • Adrielle, A meditação nada mais é do que a mais antiga forma de psicoterapia. E com resultados plausíveis e comprovados. É uma ferramenta prática e utilizada amplamente por pessoas não religiosas, com resultados fenomenais. Embora praticamente todas as religiões ocidentais e orientais se valham de uma forma de meditação, o ato de meditar em si é livre de qualquer misticismo religioso. Se você para para refletir e isso te acalma, você pode considerar isso também uma forma de meditar.

          • Adrielle

            Olá Geosh!
            uma forma de psicoterapia bem ilógica… porque a técnica de meditação que você ensina no artigo tem nada a ver com psicologia… reflexão, análise, pensar…
            mas é puro ritual religioso, como muitos outros…

    • Adrielle

      Olá Leonardo!
      Estou de acordo!
      E na minha opinião que as pessoas precisam é de reflexão, não meditação. Precisam refletir e analisar tudo o que acontece em sua volta, alias dica ate do emagrecer de vez, ate porque o que muitos esquecem de citar, é que seres humanos são movidos pelo psicológico. felicidade ou infelicidade, entre outros sentimentos, está diretamente ligado ao psicológico. Por causa da visão que tenho a respeito de religião, achei cômico a tal meditação, e como VC diz TB enxerguei como Balela, inclusive espiritualidade é uma Balela, como tudo na religião. As pessoas precisam entender é de psicologia, entender seus cérebros, o porque de tudo tem resposta lógica.

      • Rodrigo

        Não estou entendendo o que está acontecendo aqui, não sei qual a reclamação de vocês.
        Não entendo como vocês possam dizer que isso não é científico. Vocês ao menos leram o estudo que o artigo menciona? Aqui está o link: http://www.plosone.org/article/fetchArticle.action?articleURI=info:doi/10.1371/journal.pone.0001897
        Vocês não gostam/acreditam em religião? Compreendo perfeitamente, ou melhor dizendo, concordo. Mas o que estamos falando aqui não é religião e sim meditação.
        Aliás, o artigo não fala nada sobre religião, se você pesquisar nem a palavra religião tem no artigo.
        Então, novamente, eu não entendo. Vocês podem não gostar do assunto, mas querem que tal tema pare de ser mencionado no blog só porque não é do interesse de vocês?
        Acho que vocês deviam abrir um pouco a mente, ou ao menos respeitar quem tem a mesma aberta.

  • Gisele

    Parabéns pelo artigo, eu sempre quis meditar e não sabia como fazer, ficar sem pensar em nada me parece tão difícil, agora sei como fazer. Abraço!

    • Fico feliz que tenha gostado, Gisele! Na prática é bem simples, né? Segundo o Richard Davidson – O Neurocientista que é um dos responsáveis pelo estudo – em duas semanas os praticantes reportaram um aumento de felicidade de 40% =)

  • Rodrigo

    Geosh, adorei o artigo. Se pararmos para pensar, qual o real objetivo das pessoas ao emagrecer? Ser feliz – e é justamente isso que o artigo fala. Alˆás, que tal seguirmos o caminho contrário, primeiro sermos felizes e depois emagrecermos? Pelo menos não dependeremos do açúcar para termos “felicidade”.
    Filosofei um pouco, mas enfim, adorei a série de artigos e espero que venham mais artigos do tipo!

    Abraços Geosh.

    • Fico feliz, Rodrigo! Acredito que felicidade, saúde e emagrecimento andam de mãos dadas, e raramente soltam as mãos. É triste ver tanta gente realmente dependente de açúcar pra se sentir bem, comendo compulsivamente, etc, por neglicencias as 3 coisas. Fico feliz que tenha gostado, estou publicando mais um hoje e outro no fim da semana
      Abraços!

  • Francisco Viana

    muito bom, saber cientificamente, o poder da meditaçao. Parabens!!!!!!!!!!!

    • Obrigado, Francisco! Depois devo postar outras formas de meditação que eu encontrei embasamento científico. Um abraço!

  • Letícia

    Vejo como positivo mais um elemento que podemos usar para nosso bem estar. Podem publicar mais matérias como essa.

    • Obrigado, Letícia! Sai mais um hoje e outro até o fim da semana.
      Abraços!

  • LEONARDO

    Não imaginei que o meu comentário fosse gerar tanta confusão! Nossa!
    Rodrigo, Geosh! Desculpem!
    Realmente não quis causar confusão.
    Apenas eu quis mostrar que alguns cientistas americanos e europeus estão pegando alguns elementos das religiões hindu e budista, e tentando mostrar valores científicos em algumas das suas práticas, em destaque: Meditação Transcendental e Yoga.
    No entanto, eu tenho acompanhado vários artigos (em revistas e internet), e tenho visto, que vários dos seus autores são na verdade praticantes dessas religiões antes mesmo de fazerem tais “testes científicos”.
    É mais ou menos o seguinte: se eu fosse um padre (que não sou…rsrs), e eu tentasse provar (cientificamente) que comer hóstia traz algum benefício para saúde. Com certeza não traria, já que é é feita de trigo…rsrsrs
    É apenas um elemento religioso, e deve ser tratado como tal, ou seja, é válido para quem é católico, nada mais do que isso.
    O argumento básico que alguns desses cientistas falam é que o Budismo é ateu, pois não possui nenhum deus como noutras religiões (não é o caso do Hinduísmo, pois este tem milhares de divindades), daí seria científico tratar como fenômeno científico (mas isso não é verdade, pois quando você encontra o seu “eu” interior, você descobre que pode fazer tudo, logo você é um deus, então existem deuses, então é religião).
    Na meditação, o hindu (ou mesmo o budista) tenta separar sua mente (alma) do corpo para encontrar seu “eu” interior.
    A galera que pratica Meditação Transcendental tá querendo despertar a Kundalini, ou os estados alterados da mente (hipnose), etc.
    Isso não é científico! Isso é balela religiosa!
    Essas paradas são Parapsicologia, tá mais pra padre Quevedo do que Ciência.
    Mas desculpas a todos!
    Eu sou uma pessoa de fé, mas não quero tentar provar para ninguém que minha fé é científica.
    Respeito toda a galera daqui do site.
    E novamente, peço desculpas por falar que isso não deveria estar no site, pois este site é super!
    Então talvez trazer ideias diversificadas serva para algumas pessoas e não para outras.
    Mas valeu!
    Abraço!
    Agradeço a Rodrigo e a Geosh, vocês são dois caras 10,0! Aprendi muita Ciência através de vocês, e iso mudou muita vida.
    Putz…desde o último dia que escrevi a crítica, aumentei minha perda de peso, já perdi oficialmente 38,6 kg, isso é Ciência!
    Abraços!!!

    • Imagine, Leonardo! estamos aqui pra discutir idéias. De fato existem interesses científicos, mas existe muita ciência boa também. que trás resultados práticos. Acho que a sua dificuldade é saber separar aquilo que é útil do que não é. Como diria bruce lee: Absorva o que for útil, rejeite o que for inútil. Acrescente o que é especificamente seu. Não seria uma postura científica ter que fazer você aceitar um pacote inteiro de crenças a despeito das implicações lógicas. Portanto, a postura que eu tenho a respeito da meditação não é nada dogmática nem religiosa. É puramente de resultados.

    • Rodrigo

      Que isso, Leonardo! Estamos aqui para discutir e adicionar conhecimento um ao outro.
      O comentário do Geosh já fala muito – praticamente é uma questão de como estamos interpretando o assunto.
      Ah, fiz a tal meditação – e não, não exagerarei nos resultados. Eu apenas me senti um pouco mais feliz e “libertado” e fiquei no outro dia de melhor humor com algumas pessoas (a maioria com as quais eu inclui na meditação).
      Não sei se foi outra coisa ou se realmente foi a meditação, mas eu acho que você deveria ao menos experimentar. Se der errado, o que você tem a perder? 🙂

  • LEONARDO

    E pra galera que gosta da religião hindu, o que pretende aderir a ela, tem um porém. A galera hindu é totalmente vegetariana, pois pensam que se comerem algum animal, podem estar comendo as almas dos avós, pais, etc…rsrs (transmigração de almas…rsrs).
    Daí, se você não tem problemas de peso, dá pra conciliar com a alimentação LCHF e Páleo.
    Se você precisa perder peso, tem que comer uma “carninha…rsrs”, daí se você aderir o Hunduísmo nestas condições, vai ficar igual ao budista Steven Seagall (mais de 100 kg e contando…rsrsrsr)!
    Abraço!!! rsrsrsr….

  • LEONARDO

    Sem mencionar que a região onde impera essas tais religiões, vegetarianas, são as regiões que mais aparecem doenças feias, como: o Homem Árvore, e outras doenças inimagináveis.
    Como o Emagrecer de Vez já postou, a falta de gordura animal natural de qualidade, traz muitos malefícios aos seres humanos.
    Quando ficamos comendo grãos, etc, só arranjamos um monte de problemas, obesidade, síndrome metabólica, Alzheimer, e aquele monte de doenças do oriente.
    É só assistir o Discovery e assistir que vegetarianismo (principalmente para quem está acima do peso, como eu “ainda” estou), é balela religiosa também!
    Trazer balelas orientais religiosas e colocá-las em revistas de saúde (desde que o Beattles resolveram expor o oriente religioso, juntamente com Yoko), com roupagem científica, é parte do problema de todas as nossas doenças ocidentais.
    Foi graças a crenças religiosas que disseram que gordura saturada natural causava problemas no coração, etc.
    Bem, nos apeguemos a Verdadeira Ciencia (igual a publicada aqui no Emagrecer de Vez)!
    Abraços!!

  • LEONARDO

    Nos índices oficiais de felicidade, 2009, olha o que temos:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Happy_Planet_Index

    A Índia (maior praticante de Meditação Transcendental), está no 35º lugar (com 53.0)

    O Brasil (baixíssimo percentual de Meditação Transcendental), está no 9º lugar (com 61.0).

    O Japão (maior praticante do Budismo), está no75º lugar (com 43.3).

    Uau! É muito massa ser feliz no Brasil!
    Ao invés de separar minha mente do meu corpo, vou refletir, pensar, brincar, rir, viver, …, isso sim traz felicidade!
    Vamos aumentar ainda mais esses números com novos brasileiros magros, mais saudáveis, de bem com vida, com disposição, mais inteligentes, etc!
    Abraço a todos os brasileiros!

    • bia

      Vc é ridículo. Só lamento…
      Novos brasileiros magros? Bla, bla, bla
      Futilidade em pessoa…. seja feliz sendo um babaca e deixe quem gosta, ser feliz meditando.
      Respeito também ajuda a ser feliz, sabichão

      • LEONARDO

        Obrigado por me ofender! Por me chamar de ridículo e de babaca! Não me importo com isso.
        Realmente você está precisando se tornar uma pessoa mais feliz, pois atacando as pessoas que têm opinião contrária desse jeito que fez, você apenas comprova que realmente precisa sentar, pensar, refletir conscientemente sobre sua conduta, etc.
        Procure entender inteligivelmente o que é calma, serenidade e tranquilidade, e principalmente, aprender a não xingar as pessoas que pensam diferente.

        • Vocês dois tem duas mentes extremamente úteis e pensantes que trabalham melhor juntas do que separadas. Acho que flexibilidade é benéfico pra nós 3, hehehe. Um abraço aos dois!

        • bia

          Não há de que!
          Pense vc, se sua intolerância e falta de entendimento (afinal, vc quem iniciou a atacar opinião contrária à sua) é que não é uma ofensa.
          Seja vc muito feliz, pq eu já sou… Namastê

          • LEONARDO

            Eu não sou intolerante, ainda mais quando se trata de pensamentos não científicos, como Religião, Filosofia, etc, eu apenas falei que Ciência e Crença, devem andar separadas.
            Acredito que elementos religiosos funcionam para muitas coisas e para muitas pessoas, mas isso não é científico.
            É uma questão de se sentir bem com aquilo que se acredita, etc.
            Acho muito interessante que Bia seja feliz com seus métodos, sistemas, pensamentos, etc.
            Apenas falo que devemos separar Ciência e Crença.

          • Até agora não estamos discordando em nada aqui, hehe

  • bia

    Nossa, quanta ignorância desse povo mencionar religião no assunto. Está tão claro que é sobre meditação e seus inegáveis benefícios ao ser humano.
    Apenas ocorre que alguns outros povos perceberam isto antes de nós e algumas religiões tb se utilizam dela. E daí? Não gostou? Não lê, muda de página, o q não falta por aqui é assunto. Agora, por favor, não se julgue dono da verdade que é só sua…..

    • Bia, Todo ódio é fruto de sofrimento, que nós combatemos com Entendimento. Eu entendo e compartilho do que você percebe, mas acredito que sofrer por isso é completamente desnecessário =) Um abraço

      • LEONARDO

        Gente eu não quis fazer as pessoas pararem de fazer Meditação Transcendental (por favor!), eu apenas quis falar que os supostos resultados científicos não são comprováveis (são resultados forçados por pessoas que gostam de tais práticas).
        É se perder nos estudos científicos e deixá-los tendenciosos mesmo sem querer.
        Décadas atrás começaram a fazer estudos científicos que mostravam que gordura saturada fazia mal, mas hoje nós sabemos que isso estava errado.
        Nesta mesma época os cientistas começaram a pegar elementos da cultura oriental, como: Vegetarianismo, Meditação Transcendental e Yoga, e começar a dizer que isso era a resposta.
        Mas hoje, apesar da resistência da comunidade científica dominante, sabemos que gordura saturada não faz mal, e que gordura animal de qualidade é necessária para o ser humano, atuando até mesmo em nível genético, protegendo-nos de doenças degenerativas, etc.
        Vegetarianismo, Meditação e Yoga é apenas balela religiosa com roupa de coisa saudável.
        “A mentira e a verdade foram passear, a mentira viu um lago e convidou a verdade para tirar a roupa e dar um mergulho. Daí, quando a verdade tirou a roupa e pulou, a mentira roubou suas roupas e correu. Até hoje a mentira anda por aí com as roupas da verdade.”
        “Mas a mentira tem pernas curtas, logo será pega pela verdade.”

        • Leonardo, os estudos que eu utilizei pra embasar o artigo são fenomenais. O fato da meditação funcionar não prova nada de religião nenhuma, só que a meditação funciona, hehehe. A melhor postura possível é ser sim evidencialista. Aceitar apenas aquilo que é evidenciado e funciona na prática. Mas isso tira o nosso foco das nossas opiniões e o coloca na verdade. Eu espero um avanço tremendo da sociedade nos próximos anos no que diz respeito ao entendimento sobre o funcionamento saudável da consciência, e a meditação com certeza é uma ferramenta útil nessa prática.

          • LEONARDO

            Geosh, eu não falei que tais práticas não possam ter valor científico, apenas tenho questionado as fontes de tais pesquisas.
            Da mesma maneira que nós estamos vendo que as “provas” sobre alimentação estavam erradas, eu questiono tais práticas.
            Problemas:
            1) Como se pode medir felicidade? Qual o aparelho? Qual a unidade de medida?
            2) Como se pode isolar a prática da Meditação Transcendental para e fazer uma correlação estatística com a felicidade?
            Dados estatísticos são facilmente manipuláveis.
            Eu sou professor universitário de Estatística e de Matemática, e conheço isso que estou falando.
            Tais estudos não convencem.
            Entretanto, repito, que as pessoas são livres para realizarem as coisas que pessoalmente fazem bem a elas, como Meditação Transcendental, Yoga, etc.
            Apenas não peso científico.

          • Leonardo, vamo lá!
            1 – você pode medir os níveis de dopamina no cérebro, pode medir o funcionamento do cérebro através de MRI e quantificar mudanças de padrão nos circuitos e ganhos físicos em determinadas áreas do cérebro. Pode também quantificar alguns dados comportamentais objetivos(o ganho de foco e atenção e a melhor capacidade em detectar sentimentos alheios, por exemplo) e subjetivos(os níveis de felicidade reportados pelos indivíduos). Embora esses ganhos subjetivos possam ser mais difíceis de evidenciar, isso não os invalida nem pela natureza subjetiva da percepção da própria felicidade e nem pela possibilidade que quantificações mais objetivas sejam feitas sobre esses mesmos ganhos.

            2 – Exatamente como é feito em estudos de qualidade. Dados estatísticos são de fato facilmente manipuláveis, nós vivemos os danos dessas manipulações aqui por anos! Entretanto isso não invalida a aplicabilidade prática de estudos menos interesseiros. Embora eu não possa te providenciar uma review ou meta-análise, uma boa e vasta fonte de referências científicas é a citada no livro waking up do sam harris.

      • bia

        Desculpe, sofrer?
        Não se preocupe, Geosh, nem sofro por tão pouco…

        • Bia, o conceito de sofrimento que eu utilizo é o de desconforto psicológico. Não é nada necessariamente extremo. Abraços!

          • bia

            Tão pouco…
            Um Abraço

          • Bia, eu to lendo um livro do sam harris, chama waking up. acho que você ia adorar! Abraços!

          • bia

            Pode ser Geosh, afinal, eu não sigo nenhuma religião. Lerei qdo tiver oportunidade. Obrigada pela dica. Abraços.

  • Penha Faustino

    Valeu Geosh!
    Eu particularmente adorei este artigo. Faço algo parecido já com isso, mas este artigo veio me orientar um pouco mais. E melhorou bastante minha forma de fazer uma boa e clara meditação.

    Já fiz e me senti bem melhor comigo mesma e com outras pessoas. 🙂

    • Fico feliz, Penha! Vou postar mais um ainda nessa série! Ia postar no fds passado mas acabei deixando pra fazer um artigo ainda mais completo. Abraços!

  • aline

    Meninos vocês são maravilhosos! Sempre “saindo fora da caixa” e nos presenteando com outros ângulos sobre uma vida saudável.Como ex-obesa concordo que a felicidade é a chave para uma boa manutenção do peso até porque sem ela fica difícil não cair em tentação novamente.

    • Que bom que gostou, Aline =D Fico muito feliz mesmo quando alguém vê valor em algo no qual eu vejo muito valor! Realmente a consciência é algo que a gente desenvolve. A gente começa a ficar consciente e presente alguns minutos por dia e quando vê, já está prestando atenção nos hábitos alimentares danados que são inconscientes mesmo!

  • Mirtes Rossi

    Fantástica essa nova série “Felicidade”.
    Parabéns Geosh!
    Nós somos um conjunto onde a harmonia é tudo.
    Abraço

    • Mirtes, verdade! Temos que nos colocar em movimento pra buscar essa harmonia, e nesse caminho aprendemos e ensinamos, além de nos tornarmos mais felizes =) Abraços!