TRIBO FORTE #083 – SHOW DE ABSURDOS E INCOMPETÊNCIA (JEJUM, EXERCÍCIOS, CAFÉ DA MANHÃ)

Bem vindo(a) hoje a mais um episódio do podcast oficial da Tribo Forte!

Os podcasts são 100% gratuitos e episódios novos saem todas as terças-feiras.

Certifique-se de colocar seu email aqui em cima do site para ser avisado das novidades e de futuros podcasts.

No Episódio De Hoje:

Pessoal, neste episódio discutimos algumas verdades por trás das últimas balelas que caíram na mídia nos últimos dias e sobre as quais muitas pessoas vieram perguntar:

  • Primeiro, pular café da manhã realmente causa problemas cardíacos? Vamos ver…
  • Segundo, se exercitar em jejum é realmente perigoso e pode levar a morte como aconteceu recentemente no norte do país?
  • Ainda, o que comemos na última refeição.

Compartilhe! Saúde é importante, boa ciência é crucial!

#triboforte #emagrecerdevez #alimentacaoforte

🙂

 Tribo-Forte-Se-Torne-Membro2

Ouça o Episódio De Hoje:

Quer se juntar ao grande movimento e fazer parte da familia de membros VIP da Tribo Forte e ganhar acesso ao portal exclusivo e privilegiado e ao fórum para membros? Clique AQUI.

Quer Emagrecer De Vez? Conheça o programa Código Emagrecer De Vez

Logo-Banner-quadrado1Abaixo eu coloco alguns dos resultados enviados pra mim por pessoas que estão seguindo as fases do Código Emagrecer De Vez, o novo programa de emagrecimento de 3 fases que é o mais poderoso da atualidade para se emagrecer de vez e montar um estilo de vida alimentar sensacional para a vida inteira.

Este programa é 100% baseado na melhor ciência nutricional disponível hoje no mundo.

Se quer colocar um sorriso novamente no seu rosto com um corpo e saúde que te dê orgulho, CLIQUE AQUI.

Alguns dos resultados REAIS de membros que estão finalizando os primeiros 30 dias do programa Código Emagrecer De Vez.

test15

test16

test17

Quanto_peso_1_mes_rtfd4

Quer seguir o Código Emagrecer De Vez você também? Clique AQUI e comece HOJE!

 

Transcrição do Episódio

 

Rodrigo Polesso: Olá, tudo bem com você? Seja muito bem vindo ao podcast número 83 oficial da Tribo Forte. Eu sou Rodrigo Polesso. Hoje nós vamos ter um pequeno show de absurdos e claro um show de incompetência científica. Vamos falar sobre a nova manchete que diz que pular café da manhã causa problemas cardíacos. Talvez você tenha ouvido falar nisso nessa última semana que passou. E também de outra manchete que ganhou as mídias sociais recentemente onde uma mulher no norte do Brasil supostamente morreu ao se exercitar em jejum. Que coisa terrível. A gente vai falar sobre isso. A gente vai falar além dessas manchetes para tentar mostrar para você um pouco mais das verdades por trás da aparência, e tentar te proteger com informações… Te prover com as melhores informações que a gente consegue prover aqui. Dr. Souto, tudo bem por aí? Preparado?

Dr. Souto:  Tudo bem, Rodrigo. Pronto para outra.

Rodrigo Polesso:  Antes de partir para o primeiro teórico vou só mencionar… A gente tem falado bastante no grupo que a gente tem… Sobre esse furdunço… Sobre água com limão. Está todo mundo falando a respeito disso. Recentemente postei um vídeo sobre água com limão. A grande promessa é que água com limão emagrece. A verdade é que não, não acontece. Eu criei um vídeo lá falando sobre isso. É impressionante ver a reação imediata de algumas pessoas que acho que nem veem o vídeo inteiro e vão defender. “Estou tomando e me sinto bem para caramba. Minha sogra… Mudou a vida dela.” Essa reação instintiva. Minha posição é a seguinte: se água com limão faz bem para você, continue tomando. Não vejo problema nenhum. Afinal, é limão e água. Se fosse Coca-Cola, eu iria dizer para você repensar esse hábito. Mas como é água com limão, tudo bem. Quis mostrar a evidência por trás. Fui ver a evidência por trás de água com limão. Achei evidência que pode sim ajudar as pessoas talvez a emagrecer, se sentir menos inchado, a se sentir mais alerta durante o dia. Mas, adivinha qual é o segredo? O segredo é a maior hidratação. O limão nem importa. As pessoas estão tomando água mais seguido durante o dia. É um dos benefícios da hidratação. O limão é só um saborizador neste caso específico. Interessante. O que você pensa sobre isso, dr. Souto?

Dr. Souto:  Isso é uma grande bobagem. Pelo amor de Deus. Água com limão é o nome novo da limonada. Limonada sempre foi uma coisa gostosa, assim como gás ou qualquer outra bebida gostosa, refrescante.  Por que tem que ser em jejum? Por que tem que ser de manhã? Por que tem que mudar o nome para água com limão para ficar o nome mais blogueiro, mais moderno? É limonada. Na realidade… Quem nos ouve aqui deve começar a cair a ficha que a gente tenta passar para pessoas a melhor ciência. Pensamento mágico… Essa ideia de que a pessoa vai tomar um elixir, uma porção, uma coisa que vai ter um efeito mágico… Está na hora de se dar conta que isso não existe. Quero tomar limonada porque é gostoso, porque está com sede? Está bem. Mas por que tem que ser em jejum? Por que tem que mudar o nome? Tem gente, inclusive, que tem que ser puro… Em jejum… Morno… Com bicarbonato… No fundo é o seguinte. Acho que é um pouco daquele pensamento mágico de que o remédio amargo é o que funciona melhor. Se em vez de eu ter prazer ao tomar uma limonada gelada, meu sofrer e fizer aquela cara com torcida que a gente faz quando chupa um limão puro, que isso vai me dar virtude. Não, isso só vai acontecer sua cara. Se você quer consumir limão, que é uma fruta rica em vitamina C, rica em ácido cítrico… E o ácido cítrico do limão é interessante porque… Para quem tem tendência a ter pedras nos rins… Realmente diminui o risco. Tem benefícios reais. Mas bota gelo. Faça uma limonada.

Rodrigo Polesso:  O problema é que muita gente mesmo tem espalhado na internet ou no YouTube um monte de vídeos meio que santificando o bendito limão… Mostrando 550 benefícios do limão. Tudo bem o limão tem seus benefícios. Ninguém está negando isso.

Dr. Souto:  Ele tem benefício e como qualquer comida saudável. Ele não vai fazer mágica ele tem benefício como qualquer alimento natural saudável. É modismo. As pessoas precisam de um modismo.

Rodrigo Polesso:  Sempre precisam de modismo. Só para passar para vocês a ideia. Se você está numa fase… Está pensando em tomar água com limão para otimizar sua saúde… Eu pergunto se você já removeu o elefante na sala. É só uma pergunta válida. Se você tomar água com limão, mas come hambúrguer, toma açúcar, sobremesa, Coca-Cola… Pelo menos tira aquilo primeiro antes de tentar otimizar os detalhes da sua dieta alimentar. Tem vários ângulos que eu podia atacar nessa questão. Essa é só uma das baleias que a gente vai falar hoje. Hoje está um show de horrores, como eu falei. É importante a gente mostrar para as pessoas um pouco mais, sob uma perspectiva mais racional por trás das manchetes, para proteger elas de tirar conclusões erradas e mudaram os hábitos de forma errada. O primeiro tópico é o seguinte. Saiu uma manchete no UOL. A manchete lê o seguinte. “Não tomar café da manhã dobra risco de arteriosclerose, aponta estudo”. Perceba que eles estão afirmando que não tomar café da manhã causa o dobro de risco de arteriosclerose.

Dr. Souto:  Se eles dizem que causa, é um ensaio clínico randomizado então.

Rodrigo Polesso:  O estudo base para essa matéria que motiva essa manchete é um estudo que foi publicado agora em outubro no jornal do Colégio Americano de Cardiologia e é observacional. Como o Dr. Souto falou, não é um ensaio clínico randomizado, ou seja, ele não pode gerar causa e efeito… Ou seja, está completamente errada e falsa essa manchete. Eles afirmam uma coisa que simplesmente não é verdade. O Valentin Fuster, coautor da pesquisa fala o seguinte. “As pessoas que pulam o café da manhã, não só comem tarde e de forma estranha, mas têm um estilo de vida pobre.” Ele continua. “Este estudo prova que se trata de um mau hábito que as pessoas podem mudar para reduzir seu risco de doença cardiovascular”. Aí eu me pergunto. Qual o hábito que você se refere? O hábito das pessoas terem um estilo de vida pobre… De comer em de forma estranha pode pular o café da manhã?

Dr. Souto:  Ele deu a explicação correta… As pessoas que não tomam café da manhã tendem a ser as mesmas que tem outros maus hábitos…  Maus hábitos esses que podem ser a causa do problema cardíaco… E em seguida ele fala o contrário… Ele se contradiz.

Rodrigo Polesso:  Vamos contar um pouquinho sobre esse estudo para as pessoas entenderem exatamente o que está acontecendo. Eu abri o estudo completo para ler os detalhes como ele foi conduzido. Para entender as nuances. São três grupos de pessoas. São pessoas que comem café da manhã reforçado, com pelo menos 20% das calorias o dia no café da manhã. O segundo grupo também come café da manhã, mas menos que o primeiro. Mas ainda assim comem alguma coisa. O último grupo é o grupo que pula café da manhã. O tamanho do grupo de pessoas que pula o café da manhã é de 118 pessoas que foram analisadas. Enquanto os outros grupos são de 1122 e 2812 pessoas. É meio injusto tirar conclusão com base nisso. O número de pessoas que pulam infinitamente menor do que os outros dois grupos para tirar informações estatísticas.

Dr. Souto:  Para você ter uma ideia, isso representa apenas 2,9% do total de participantes do estudo. É uma tão incomum… As pessoas pularem café da manhã. Não nós, vocês que estão nos ouvindo. Mas a população em geral… É tão incomum que o grupo das pessoas que pulam café da manhã obviamente é diferente dos outros grupos em outros aspectos. Só isso já é inválida completamente qualquer conclusão tirada desse tipo de estudo observacional.

Rodrigo Polesso:  Exato. Vamos ver duas características que diferenciam esse grupo agora. Acho que o pessoal merece saber. Essa informação não está contida no resumo e muito menos nas matérias que saem repercute nos estudos. Parece que esse tipo de informação faria diferença. Veja só. Em relação a esse grupo… Eles coletaram de todas as pessoas de todos os grupos algumas características pessoais de estilo de vida. Vamos ver em relação a eles serem fumantes. A gente sabe o que fumar é algo claramente danoso à saúde e um marcador claro de tipo de pessoa que não se preocupa muito com a saúde. Se você fuma você promete fazer outras coisas que vão te deixar menos saudável. Vamos ver estatísticas desses três grupos. O primeiro grupo que tem um café reforçado… 17.5 por cento desse grupo é fumante atualmente. O segundo grupo, que come menos, mas ainda assim come café da manhã… 20.9 por cento é fumante. Do grupo que pula o café da manhã 41.5 por cento…. Quase metade dessa população é fumante. Só o fato de eles fumarem mais que o dobro dos outros grupos já poderia justificar o aumento de qualquer problema que seja, inclusive o cardiovascular como eles falam.

Dr. Souto:  Eu urjo… Quem ainda não fez isso… Vá no meu blog… Bota lá no Google… “Souto dieta paciente bem comportado”. É uma postagem dedicada especificamente a esse viés. Ao fato de que as pessoas que são Joãozinho do passo certo… Que são bem comportadas….tendem a ser bem comportadas em quase tudo na vida. É aquela pessoa que acorda na hora certa, vai dormir na hora certa, não bebe demais, não fuma, pratica uma atividade física. Essa pessoa faz tudo certinho porque é o jeito dela. Se dizem para ela que algo é o certo, ela vai fazer aquilo. Essas pessoas que tem esse estilo de vida bem regrado, bem comportado… Será que essas pessoas tomam café da manhã todos os dias ou não? É claro que elas tomam todos os dias. Porque disseram para elas a vida inteira que o café da manhã era muito importante. Não importa se o café da manhã é importante ou não. Isso é irrelevante. O que importa é que a pessoa acredita que é importante. Se ela acredita que é importante, ela vai fazer. Ela faz tudo que acredita que é importante. Ela é uma pessoa bem comportada. Sempre que nós pegarmos um marcador de bom comportamento, nós vamos encontrar bons desfechos de saúde. Não significa que o café da manhã foi a causa do bom desfecho de saúde. Tomar café da manhã todos os dias direitinho é um dos hábitos dessas pessoas bem comportadas. O Rodrigo mostrou bem. Essas mesmas pessoas que tomam café da manhã todos os dias são as que menos fumam. E se vocês forem ver são as que mais se exercitam, são as menos alcoólatras, elas usam cinto de segurança, usam capacete. Elas até guardam dinheiro todos os meses. Elas são pessoas mais saudáveis, mais comportadas. É incrível, é impressionante que estudos desse tipo gerem manchetes quando é tão óbvio o viés.

Rodrigo Polesso:  Exatamente. Por isso que a gente faz esse papel nosso para tentar instruir as pessoas. Você estava falando em outros fatores. Se fossem fazer um estudo para mostrar que pontualidade é associada com a melhor forma, eu sou bastante confiante de que eles achariam uma correlação positiva entre quão pontual a pessoa é e como em forma e saudável ela é também. Você faz tudo da mesma forma. Se você é pontual, você tem de fazer outras coisas alinhadas também com isso.

Dr. Souto:  São perfis. A gente já comentou aqui no podcast várias vezes. Existem estudos observacionais que mostram associação de vegetarianismo com bons desfechos de saúde e longevidade. Acontece que muitas vezes são estudos feitos em comunidades religiosas nas quais nós temos pessoas que não bebem, que não fumam, que têm uma vida regrada, têm uma comunidade que dá suporte espiritual e comunitário. É uma série de coisas que estão associadas diretamente com bons desfechos. Daqui a pouco vegetarianismo naquele estudo é um marcador desse estilo de vida. Aí você pega um outro estudo que compara onívoros e vegetarianos, mas ambos frequentadores de lojas de produtos naturais… Ou seja, gente que se preocupa com a sua saúde. Aí a diferença entre eles desaparece. Ou seja, nunca foi a carne a diferença. Sempre que você que está nos ouvindo ler uma manchete ou ler um estudo baseado estudo observacional, sempre tem que buscar o viés. Tem o viés do paciente bem comportado, sim ou não? Tenho dificuldade de imaginar um grupo mais enviesado do que esse. Os que pulam o café da manhã são menos de 3% de toda amostra. Ou seja, eles são bizarramente diferentes do resto dos grupos. Por que eles seriam diferentes só no café da manhã?

Rodrigo Polesso:  Tem outra diferença. A gente falou do fumo. Tem outra um pouco menos significativa, mas mesmo assim é legal a de mencionar. 7.9 por cento do grupo que toma café da manhã reforçado está fazendo dieta para perder peso. 13.1 do segundo que come menos, mas ainda assim como café da manhã… E 17.8 por cento do pessoal que pula o café da manhã está tentando fazer dieta para emagrecer. Só essa estatística já seria um viés. Se as pessoas estão tentando emagrecer é porque elas já estão bem acima do peso.

Dr. Souto:  Ou seja, nós temos uma super representação dentro desses 3% que não come café da manhã que pessoas que têm transtornos metabólicos, excesso de peso, pré-diabéticos, diabéticos… Estão tentando perder peso e estão pulando café da manhã provavelmente como parte de uma estratégia de tentar perder peso. Obviamente, porque elas são pessoas com sobrepeso, elas têm um risco cardiovascular maior.

Rodrigo Polesso:  Acho que é legal reforçar. Tomar café da manhã diariamente… Café da manhã reforçado… Tem gente que acorda está sem fome… Fazer isso requer esforço e planejamento. Pessoas que fazem essas forças têm essa qualidade de planejamento são pessoas que tendem a ser mais conscientes a respeito dos seus hábitos no geral. O café da manhã nada mais é do que o marcador de pessoas que têm maior consciência saudável do que as que não tem tempo ou pulam o café da manhã e saem correndo.

Dr. Souto:  Nós estamos discutindo esse estudo não porque eu realmente me importo com café da manhã. Na realidade, eu acho que se você gosta de tomar café da manhã, pode tomar. Se você não gosta, não precisa tomar. Essa uma discussão completamente irrelevante na minha opinião. Eu não sou uma pessoa que diz que ninguém café da manhã… E como esse estudo diz que as pessoas deveriam tomar, então estou falando contra. Eu e o Rodrigo estamos indignados e falando contra a má ciência em geral. Pouco me importa se as pessoas vão tomar café da manhã ou não. O que me importa é o que você vai comer no café da manhã. Se for comer café da manhã que seja um café da manhã saudável. Que seja comida de verdade. Que seja uma alimentação forte. É isso que interessa. Se a pessoa está com fome de manhã… Se gosta de tomar café da manhã, toma. Se não está acostumada, não precisa tomar. O que há um estudo na face da Terra que não muda nada com relação a isso é esse, porque é um lixo. É um estudo observacional no qual o grupo que está sendo separado corresponde a 3% do grupo total. 3% que fuma o dobro. É um negócio bizarro.

Rodrigo Polesso:  Exatamente é esse o ponto. O problema é o seguinte. É um péssimo estudo. O pessoal que levou o estudo diz isso explicitamente. Eles falam o seguinte. O modesto 3% dos participantes foram classificados como não consumindo café da manhã. Eles falam… Eles foram caracterizados de acordo com como tendo uma saúde geral ruim… Um estilo de vida ruim geral… Incluindo uma dieta fraca, pobre… Um consumo de álcool frequente e também são fumantes. Esses achados estão em concordância com achados de reportes anteriores de que pessoas que pulam café da manhã estão associadas com fumo, aumento de consumo de calorias e não são complacentes com estilo de vida saudável. Estão dizendo que tipo de população é estranha. É realmente marcador, esse negócio do café da manhã, não é realmente a causa.

Dr. Souto:  Eu fiz uma postagem sobre esse assunto. Eu fui atrás de algum desses estudos e citei. Deixa eu falar para vocês. Tem um estudo que mostra que adolescentes que passavam mais tempo usando redes sociais tinham uma chance maior de beber refrigerantes e energéticos adoçados com açúcar e de pular o café da manhã. No futuro, se eles tiverem mais doença cardíaca, é porque eles pularam café da manhã ou porque eles passam o tempo todo na frente computador bebendo energético com açúcar? O pular o café da manhã é um marcador de um estilo de vida. Um outro estudo mostrou que mulheres que bebiam demais (“binge drinking”)… Beber até cair, como a gente diz… Também tendiam a pular o café da manhã. Será que no futuro se a gente for ver a saúde dessas pessoas e ela for pior é porque elas pularam café da manhã? Ou é porque elas bebiam até cair? Isso tem que ficar entranhado na cabeça de quem está nos ouvindo. Viu um estudo observacional, imediatamente pensa nos vieses.

Rodrigo Polesso:  Eu deixei a pérola maior para o final. Na verdade, eu estava fazendo meu almoço. Dr. Souto me mandou esse trecho para mim. “Para que tortura tem limite. Não me manda essas coisas agora para não embrulhar meu estômago”. Vou ler para vocês o que ele falou. Esse cidadão chamado Deedwania, que basicamente conduziu o estudo… Olha só o que ele falou. Vou ler como está escrito no artigo em inglês. Deedwania também disse que a importância de um bom café da manhã é que isso significa que pelo menos uma vez por dia as pessoas estão consumindo comida nutritiva. “Ninguém comendo no café da manhã vai comer um bife. Pessoas que comem café da manhã comer cereais, frutas. Então o valor nutricional de um café da manhã é muito melhor do que qualquer outra refeição do dia.” Isso me embrulhou o estômago.

Dr. Souto:  Eu já comi bife no café da manhã muitas vezes. A primeira frase dele está errada. O autor do estudo é extremamente enviesado no seu pensamento. Ele já partiu da conclusão. Ele pensa o seguinte… Que as únicas coisas que podem se comer saudáveis são cereais e frutas. Quem não come café da manhã, na cabeça dele, está perdendo a única chance que tem de comer cereais e frutas… Que na cabeça dele são as únicas coisas nutritivas. Todo o resto… Literalmente diz isso…. Ninguém come bife no café da manhã. Quer dizer que no almoço vai comer bife… E bife vai te matar. O autor do estudo é um débil mental. Conseguiu publicar um negócio… Não bastasse isso, jornalistas botaram isso na manchete. Como a gente chama o jornalista que dá destaque para um estudo de um débil mental?

Rodrigo Polesso: O mesmo nome. Um débil mental incompetente. São duas qualidades legais de se ter. O problema é que esses débeis mentais incompetentes espalham essa mensagem para milhões de pessoas. A conclusão do estudo em si… A conclusão oficial do estudo é a seguinte. Pular café da manhã pode servir como marcador de um estilo de vida não saudável… De comportamento não saudável… É associado com a presença de arteriosclerose no coração. Até aí ótimo. Entenderam exatamente o que que é. Eles continuam para ferrar tudo. Nossos achados notam que a mensagem é importância de se comer de forma saudável, incluindo um café da manhã energético. Da onde que tiraram essa ideia? Não vou falar aqui no podcast.

Dr. Souto:  Tema expressão em inglês muito boa, mas a gente não vai falar.

Rodrigo Polesso:  Em inglês não é tão ofensivo quanto em português. Eles falaram a conclusão científica, que mostrou o que eu estudo mostrou… E depois adicionaram a opinião e especulação deles dizendo que isso aí revela a importância de fazer um café da manhã energético… totalmente bullshit.

Dr. Souto:  Vou fazer uma analogia então. Estou fazendo a conclusão do meu estudo aqui. Nós vimos que ter os dedos amarelados é um marcador de tabagismo e de doença pulmonar e câncer de pulmão. Assim nós concluímos que a gente deve escovar bem os dedos para tirar o amarelo dos dedos.

Rodrigo Polesso:  Faz tanto sentido quanto isso.

Dr. Souto:  Faz tanto sentido quanto. Se ele está dizendo que o marcador… Marcador não é causa. O dedo amarelo também não é causa do câncer de pulmão. Eu escovar bem para sair a mancha amarela da unha do fumante vai prevenir o câncer pulmão? Não, porque aquilo é só um marcador, o problema é cigarro. Se o cara acabou de admitir que o café da manhã marcador de outros maus hábitos, quem sabe vamos combater os outros novos hábitos. É o elefante na sala.

Rodrigo Polesso:  Esse foi o primeiro tópico. Antes de partir para o segundo tópico… Ciência tão boa quanto essa, basicamente… Pensei em colocar um caso de sucesso do dia. As pessoas postam voluntariamente nos canais de mídias sociais do Emagrecer De Vez, no Facebook principalmente… elas postam os resultados que estão tendo. Acho que é legal a gente falar um pouco de positividade. Casos de sucesso bacanas que as pessoas escrevem. Ficam felizes com as mudanças corporais que elas estão tendo com a prática da alimentação forte e das coisas que elas aprendem com a gente. O caso de sucesso de hoje é o do Hudson. Ele diz o seguinte. “Eliminados para sempre 15 kg no desafio 30 dias. Agora estou aqui para perder mais e chegar no meu peso ideal.” O desafio 30 dias que a primeira fase do programa Código Emagrecer De Vez… 30 dias… 4 semanas…  Essa pessoa perdeu 15 kg… Isso na primeira vez que eu vi. Olha só o poder do corpo de se curar… De se restabelecer quando você tira os obstáculos que estão inflamando e atrapalhando seu organismo. Fico com boca aberta com esse tipo de mudança. É impressionante.

Dr. Souto:  Sempre vai ter alguém para dizer que é só água. O cara estava se afogando então? Tinha 15 litros? Parabéns. Sensacional isso. A gente vê no blog também. Volta e meia a gente vê relatos incríveis. Isso não é para desestimular quem não perde essa quantidade. As pessoas variam. Todo dia estou falando com os pacientes em consultório… Se perder um quilo a cada 15 dias… Em um mês 12 kg… Em 10 meses são 20 kg. Como é uma coisa sem sofrimento, com comida de verdade, sem fome, não precisa ser rápido.

Rodrigo Polesso:  E definitivo.

Dr. Souto:  Exatamente.

Rodrigo Polesso:  O principal é ser definitivo. Vocês estão preparados agora? Vamos partir para o segundo tópico. A manchete do artigo diz o seguinte. “Morte em Natal acende alerta sobre treinar em jejum intermitente”. Isso saiu no Portal No Ar em Natal. Algumas coisas que eles disseram no artigo. Vou ler para vocês. “Hoje faz exatamente uma semana da morte de uma mulher que vivia, conforme relatos, a fazer treinos pesados na academia aliados a jejum intermitente e uso de suplementos manipulados. A rotina dela é tida por especialistas como uma infeliz realidade a qual várias pessoas se submetem. A mulher que morreu na terça-feira, 19, teria ingerido um produto manipulado antes de iniciar uma atividade física por volta das 14 horas daquele dia após ter, provavelmente, dispensado alimentação desde a noite anterior. Ao Portal No Ar, a nutricionista Ana Paula Ladeira disse acreditar que isso foi fatal. ‘(Ela) estava sem energia. Então foi treinar e ainda tomou um termogênico, infelizmente, aconteceu o pior’, explicou.” A manchete deveria ser “mulher que consumia drogas manipuladas para queimar gordura e treinar acende alerta sobre o uso de substâncias químicas.”

Dr. Souto:  Essa seria uma boa manchete.

Rodrigo Polesso:  O pessoal que quer ver carro vermelho, vão olhar só para carros vermelhos na rua e vão ignorar todas as outras cores. Quando quer falar mal de jejum intermitente, fala mal de uma forma fraca. Olha que legal as nuances da sua parte da matéria. A matéria fala que essa mulher teria ingerido um produto manipulado antes de iniciar as atividades físicas. Aí eles falam que provavelmente dispensando alimentação desde a noite anterior. Isso já é especulação. Essa menina era conhecida por tomar substâncias manipuladas estão especulando que ela não tinha comido na noite anterior. Estão tentando puxar o peixe para o lado deles. Tem outra parte que é muito ruim desse artigo, que é o seguinte. Esse Vitor Araújo comentou para esse jornal também. Ele é um educador físico. Ele fala o seguinte. Se segurem e na cadeira. “‘Quem faz dieta intermitente não pode fazer qualquer treino’. De acordo com ele, ‘para quem tem uma parcela de jejum muito grande, comumente se pede para intensidade da atividade ser de carga leve, e esta já chega a ser intensa dada à baixa ingestão. O exercício dura de 20 a 30 minutos’. Minha recomendação para todo e qualquer aluno é de que faça a ingestão de algum carboidrato antes de treinar. Coma pelo menos uma simples banana’, orientou o orientador físico.” Comente aí, dr. Souto. Eu vou falar mal desse cara.

Dr. Souto:  Onde é que vou começar? Irrita um pouco porquê… O que custa ler? O que custa estudar? Em vez de dar opinião sobre um caso que eles nem conhecem… Ir na literatura… No pubmed.gov. É bom soletrar, mas não adianta porque é em inglês. O sujeito vai ver os estudos sobre treinamento em jejum e vai descobrir que tudo isso que ele falou é bobagem. Como é possível? É porque o papel aceita qualquer coisa. O papel higiênico é uma prova disso. Aceita qualquer coisa. Eu conheço pessoalmente a história de uma pessoa que foi para academia fazer sua atividade física normal… Não há nenhum atleta. Era uma pessoa normal fazendo academia e teve uma morte súbita. Uma pessoa jovem. É uma pessoa que comia normalmente, não fazer jejum, não fazia low carb, não fazia coisa nenhuma. Se a pessoa comer macarrão, comi pizza e tem uma morte súbita na academia… Grande desastre… Que lástima… A pessoa teve uma arritmia…. Rompeu um aneurisma cerebral… Como a pessoa ou fazia low carb ou fazer jejum então é por isso. Estou olhando a minha frente uma reportagem e a gente podia linkar. O maior ginasta masculino de todos os tempos come apenas uma vez por dia. É o nome da reportagem no dia 20 de setembro agora de 2017. O nome dele é Kohei Uchimura. O sujeito não é alguém que vai para academia de vez em quando. O cara é simplesmente 6 vezes campeão mundial de ginástica olímpica. Tentem lembrar daquelas figuras de ginástica olímpica nas olimpíadas… O que é o nível de força e treinamento. O sujeito faz jejum intermitente todos os dias.

Rodrigo Polesso:  Ele é duas vezes campeão olímpico e 6 vezes campeão mundial. Ele come uma só refeição por dia depois das duas sessões de treino no dia. É um exemplo completamente oposto.

Dr. Souto:  Da onde ele tira energia?

Rodrigo Polesso:  Deve ser de uma banana escondida que leva no bolso.

Dr. Souto:  Deve enfiar o dedo na tomada.

Rodrigo Polesso:  Vou só resumir o que essa grande e sabedoria que foi compartilhada nesse artigo nesse portal. O educador físico disse explicitamente que ninguém deveria treinar em jejum. A nutricionista disse que jejum intermitente deixa você sem energia para treinar.

Dr. Souto:  Por isso que eles são medíocres dando entrevista para esse tipo de órgão de imprensa e não são os treinadores do campeão mundial.

Rodrigo Polesso:  Exato. Não estão fazendo história. Exatamente isso.

Dr. Souto:  O nutricionista e o treinador do campeão mundial 6 vezes… Não se importam que o sujeito faça a coisa que funciona melhor para ele. Já esses aí são medíocres de meia tigela falando coisas em desacordo com o que está na literatura… Em desacordo com o que está na literatura… Má prática… Estão aí falando. A imprensa gosta do senso comum. O senso comum vende.

Rodrigo Polesso:  Vende muito. Eu acho que as pessoas deveriam ser cassadas e processadas. Não poderiam exercer a profissão ao espalhar coisas mentirosas e danosas que já estão comprovados cientificamente não serem verdades. Esses estudos já estão comprovados… Está disponível todo mundo com o Dr. Souto ou até no pudmed.com.  Qualquer um pode entrar lá e ver isso que eles estão falando é mentira. Como você coloca esse tipo de informação no jornal espalha para o brasil inteiro… Protegido por um aparente jaleco branco…

Dr. Souto:  Mais uma vez… Poucos se me dá as pessoas vão treinar em jejum ou não. Não é uma coisa especialmente é importante na minha opinião. Acho que a pessoa pode fazer jejum, pode não fazer… Pode preferir comer antes de treinar. Na realidade, isso é uma questão de preferência pessoal. Como a literatura dá suporte para as duas alternativas a pessoa faz o que preferir. O que deixa a gente indignado… Hoje devo ter acordado meio… Estou com raiva dessas coisas hoje. O que me deixa indignado é o mau jornalismo e a má ciência. Se amanhã sair se um ensaio clínico randomizado com mil pessoas… E mostrasse que realmente não era uma boa treinar em jejum eu iria dizer que os estudos até então sugeriam que não fazia diferença, mas agora saiu um estudo com um grande e realmente mostra que é melhor comer um negócio antes. Para mim não muda nada pessoalmente. Pegar e dizer que uma tragédia dessas… Morre uma pessoa jovem fazendo atividade física… Dizer que isso foi devido ao jejum é de uma irresponsabilidade tremenda. Vai botar medo em um monte de gente desnecessariamente, porque a literatura até hoje não corrobora isso aí. As pessoas que estão dando essas opiniões aí nem sabem de nada. Não é o legista. Eles não foram entrevistar o cara que fez a necropsia. Não se esperou o resultado do Instituto Médico Legal para ver que tipo de substância tinha circulando. Não se foi ver se a pessoa não tinha doença congênita. Quem me diz que essa pessoa não tiver doença no coração congênita que ela não sabia… Que a mãe tinha um aneurisma que rompeu… Estão falando “zerda”.

Rodrigo Polesso:  Nem tudo na ciência a gente tem estudo para comprovar. Nesse caso a gente tem estudo que refuta claramente essas ideias dele, mas nem tudo tem. Nem tudo tem. Quando não tem, o que eu particularmente gosto de fazer pensar evolutivamente. O nosso corpo foi desenhado ao longo de milhões de anos. Exercício em jejum… Antigamente numa época que você teria que caçar e colher você vai comer depois que você caçar e depois que você colher. Você não espera sentado e vem a pessoa entregar na sua caverna um animal. Você vai atrás da comida e você come. Faz sentido evolutivo você pensar que é natural se exercitar para conseguir o alimento e não o inverso. Quando você come, você não quer se exercitar, você quer descansar para que sua digestão ocorra de forma normal e você não tenha que dividir a atenção do corpo com aceleração do coração e do metabolismo por causa do exercício. Faz sentido nessa perspectiva também.

Dr. Souto:  Imagina se houvesse uma população humana e alguns quando fossem fazer atividade física em jejum caísse em mortos. Obviamente, esses genes defeituosos responsáveis por esse problema teriam sido expurgados do pool genético pela seleção natural milhares de anos atrás. Nós somos evidentemente os descendentes de humanos que são capazes de fazer exercício em jejum, porque só esses deixaram descendentes.

Rodrigo Polesso: É isso aí, pessoal. A gente vai fechando o podcast de hoje. Antes de fechar o podcast hoje, vou perguntar. Senão o pessoal vai me crucificar depois. O que você comeu na última refeição, Dr. Souto?

Dr. Souto:  Comi um monte de frango… Eles chamam de sassami aquele peito de frango menorzinho… Frito na banha. Estava tão gostoso que eu devo ter comido uns 5.

Rodrigo Polesso:  Nossa. Que pecado.

Dr. Souto:  E foi só isso. Dessa vez não teve salada. Não teve vegetais. Hoje foi só frango na banha.

Rodrigo Polesso:  Maravilha. Hoje fiz um cordeiro alimentado a pasto. Pago uma nota preta. Fiz com leite de coco também. Espinafre… Meio que uma sopa com curry. Bom para caramba. Pessoal, vamos fechando aqui então. Daqui duas semanas temos o evento ao vivo da Tribo Forte. A gente vai estar todo mundo lá. Vai ser sensacional. Uma energia positiva incrível. Uma coisa histórica aí no brasil. Ainda tem alguns ingressos sobrando. Você pode correr no triboforte.com.br/aovivo. Você pode pegar alguns ingressos que estão sobrando ainda para a gente se encontrar lá daqui duas semanas. Para você se tornar um membro da Tribo Forte, é só você acessar triboforte.com.br. Para o evento é só colocar o barra ao vivo depois disso. A gente se fala na próxima semana então. Um grande abraço para todo mundo. Até mais

Dr. Souto:  Abraço. Até lá.

  • Teresa Cristina Rabelo

    Gostaria da opinião do Rodrigo e do Dr Souto sobre o Glucobay (acarbose) . Obrigada

  • Giovani Da Marciele Do Gabriel

    Tenho algumas dúvidas sobre o low carb junto com jejum 16/8 para atletas praticantes de maratonas.
    Queria saber se com diminuição de carboidratos perde rendimento e, se melhorando a utilização de gordura vou conseguir ter melhor eficiência a longo prazo.

  • Paulinho Siqueira

    Olaaaa. Gostaria de vosso contato para fazermos um crossover entre podcasts. O meu é sobre coaching e motivacao e poderiamos falar como a alimemtacao ajuda na obtencao de resultados.
    Contato@coachcast.com.br

  • Antonio Themoteo Varela

    Seria interessante um podcast sobre a ciência por trás dos ciclos circadianos , que defendem que comer pela manhã seria muito importante.