Você ainda culpa sua genética? Reconsidere…

Bom dia!

Hoje, preciso que você vista aquele seu jaleco empoeirado e desça comigo um pouco no escuro porão da ciência. Mas não se preocupe, é por uma boa causa 🙂

Quero focar hoje no estudo da Epigenética, algo que, arrisco dizer, é totalmente desconhecido para 99,8% das pessoas!

Comemore, agora você faz parte da elite dos 0,2% restantes!

Epigenética (do Grego epi = “de fora”, ou seja, a “genética de fora ou a genética exterior”), em biologia, é o estudo das mudanças hereditárias de expressões genéticas que não são oriundas de mudanças no DNA em si, mas sim, de outros fatores.

“Ah meu Deus!! Hein???”

Calma lá, só escrevi isso pra você pensar que sou uma pessoa inteligente e muito sábia! 🙂

Agora, vamos traduzir isso para simples degustação, afinal, a sabedoria está na simplicidade, não é verdade?

No que isso pode me ajudar?

Se você lembrar apenas uma coisa deste artigo, essa coisa deve ser:

Você NÃO é vítima da sua genética! Você tem o poder de influenciar a expressão dos seus genes!

Por exemplo, sabe todas aquelas coisas que falam sobre o poder de pensar positivo e tudo mais?

Pois é, isso, felizmente, ta perdendo um pouco o preconceito com o passar do tempo. Essa conversa subjetiva está se tornando algo mais aceito a medida que as pessoas começam realmente a se acostumarem com a idéia e a colocá-la em prática, colhendo resultados.

Veja, experts no ramo da física quântica e também da epigenética têm provado cientificamente a relação forte entre a Genesmente e o corpo, diminuindo os achismos nesta área.

Agora, para entender melhor o que vou dizer, vamos revisar algo rapidinho. Você tem lá seu DNA, certo? Ou seja, sua carga genética toda. O seu DNA contém os seus genes, onde muitos deles estão ativados e outros muitos estão “desativados”, ou seja, não estão se expressando.

Legal! Por exemplo, Dr. Bruce Lipton, Ph.D., que é um biologista celular de mérito, professor de medicina e autor do livro “The Biology of Belief”, diz que nós temos grande influência na expressão dos nossos genes, através dos nossos hábitos e também, como ele diz, “através das mensagens energéticas que emanam dos nossos pensamentos”.

Sim, você pode modificar a expressão dos seus genes através do seu estilo de vida e da sua forma de pensar e isso é fato! O estudo de tudo isso é o alvo de toda a Epigenética em si!

O livro supra-citado passa também a mensagem de que até mesmo fortes pré-disposições para doenças, excesso de peso e outras condições adversas à saúde geral, podem se tornarem irrelevantes se você reprogramar seus genes através de novos hábitos e pensamentos.

Como eu posso tirar proveito disso tudo para atingir meu objetivo de boa forma?

Veja, quantas vezes você já disse ou ouviu pessoas dizerem “Ah, mas eu tenho pré-disposição para ganhar gordura.”, “Ah, eu tenho DNA de gordo.”, “Ah, eu tenho DNA de magrelo”, etc, etc?

Agora vejamos, isso acontece e é possível sim. Você, realmente, pode ter um conjunto de genes que favorece o armazenamento de gordura ou a queima rápida de gordura, etc. Essa é sua “pré-disposição genética”, porém, não necessáriamente é o seu destino!

“Sua pré-disposição genética não é o seu destino”

É aqui que está a beleza dos novos estudos neste ramo da genética que mostram que isso realmente é verdade.

Se você decide começar a pensar na linha do seu objetivo de boa forma, ou seja, constrói uma atitude mental que seja positiva em relação ao que você quer e, além disso, começa a alterar seu estilo de vida e hábitos de acordo com o que irá te ajudar a atingir seu objetivo de boa forma, você estará, literalmente, mudando suas expressões genéticas!

Você começa, literalmente, a reprogramar seus genes, de forma que, agora eles estejam configurados para ajudá-lo(a) a conquistar e manter o seu novo corpo, a sua boa forma!

Sim, isso não é mais papo de auto-ajuda somente não, a ciência têm mostrado que isso é uma realidade presente para qualquer cético ver.

Novamente eu digo, se você têm pré-disposição genética para ganho de gordura, você pode conseguir mudar isso significantemente, alterando seus hábitos e sua atitude mental!

Você pode sim ser o melhor que você pode ser!

Lembrando que este “melhor que você pode ser” pode ser algo que nem você mesmo(a) imaginava ser possível!

Como posso usar isso para melhorar o mundo?

Sim, sendo o melhor que você pode ser, atingindo seu objetivo através de mudanças de hábitos e de atitude mental, você pode conquistar a boa forma e a saúde que você tanto sonha e ainda, de tabela, pode passar estes novos genes, ou seja, esta nova configuração genética para seus decendentes! É isso que muitos geneticistas andam dizendo.

Isso aí! Você pode passar pra frente todos os resultados da conquista do seu objetivo e do seu esforço! Você pode colaborar para que o mundo tenha um futuro melhor, contribuindo com genes programados para a saúde e boa forma!

Agora, se você, por exemplo, tem pré-disposição para ganhar peso e todos seus hábitos e todos seus pensamentos colaboram para que isso aconteça, você vai expressar seus genes com força total e ganhar peso, vai ser bem mais fácil pra você do que é para outras pessoas.

A reprogramação dos genes funciona para os dois lados, a escolha é sua!

Você pode começar AGORA mesmo a mudar, gradativamente, seus hábitos e pensamentos para estarem mais alinhados com o seu grande objetivo de ser o melhor que você pode ser, conquistando a boa forma, saúde de ferro e ainda, passando tudo isso pra frente, pros seus filhos, netos, etc.

Você é a semente da mudança. Todos nós somos, porém, poucos parecem realmente cairem na real e darem importância a isso e terem ciência, FINALMENTE, que essa é uma REALIDADE e não folclore.

Como começar agora mesmo?

Bom, na realidade, você já começou.

Acredite ou não, a grande maioria das pessoas não lê os artigos até o final, por que sempre tem algo que tem mais prioridade (trabalho, facebook, email, piadinhas online, youtube)…  É!! Você sabe quem você é! hehehhe

Logo, se você está ainda lendo, este é um sinal forte de que você está pronto(a) para atingir o seu maior potencial e já começou a caminhar na direção dele.

Lembre-se, a melhor forma de se prever o futuro é inventá-lo!

Aqui no Emagrecer de Vez, tento te ajudar fornecendo informação de qualidade tanto na questão dos hábitos práticos que te levarão até teu objetivo, quanto na questão da construção da atitude mental correta, uma atitude mental de sucesso!

É isso aí por hoje, espero que tenha contribuido positivamente com sua vida!

Você também, acredite no potencial da humanidade e divulgue este artigo, passe a frente, etc!

Grande abraço,

Nota: A sua bagagem genética pode ser expressada diferentemente de acordo com seus costumes, lifestyle e modo de pensar, porém, ela é o que rege nosso organismo em um nível mais profundo. Em outras palavras, se você tem genética pra ser “magrelo”, não ache que será um Arnold Schwarzenegger da vida um dia, por que isso, simplesmente não vai acontecer. Enquanto podemos SIM melhorar muito dentro de nossas possibilidades, água nunca vira vinho.

REFERÊNCIAS PRINCIPAIS

Body by Science, MD. Doug McGuff
The Primal Blueprint, Mark Sisson
Epigenetics on Wikipedia 

[ois skin=”Embaixo dos posts”]

  • Kamilla Oliveira

    Me faz lembrar aquele livro ” Alpha Mind”, é muito parecido, você visualiza os resultados que quer ter, afirma p/ você mesmo e o seu cerebro aos poucos vai cuidadando de limpar a sua auto-imagem perjorativa e dando lugar a novos habitos, logo sua visualização torna-se real, a mensagem é mais ou menos, “você é gordo, porque um dia determinou ser gordo” ai seu corpo só se adaptou a imagem do seu subconciente!

    • Rodrigo

      Sem a menor duvida a sua atitude mental tem impacto!!

  • ADEMIR

    REALMENTE, OS PENSAMENTOS FAZEM TODA A DIFERENÇA.
    DA MESMA FORMA QUE O RODRIGO MOSTROU EM UM ARTIGO QUE DEVEMOS
    PENSAR COMO MAGROS, AQUELE EXEMPLO DE UM MAGRO ACORDAR NO CORPO DE
    UM GORDO, O PENSAMENTO DELE SERÁ DE IMEDIATAMENTE FAZER ALGO P/ VOLTAR
    A TER SEU CORPO MAGRONOVAMENTE .PENSAMENTOS E ATITUDES, SIMPLES E BARATO
    SÓ DEPENDE DE NÓS.

    • Rodrigo

      Sim, assino embaixo destas ideias.

  • Monne

    Ta, Ok! parei de pensar que eu tinha TINHA tendência a ser gorda =/
    Vou correr atras da minha melhor forma o/
    Obrigadão *-*

  • Cletson Alves de Souza

    Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.
    felipenses 4v8.

  • elizabete da silva de paula

    obrigada Rodrigo, você não imagina como estou feliz, perdi a tara por comida é impressionante, to ficando sem vontade de comer coisas que me fazem mal.bjks

  • Elaine

    Olá! rodrigo? boa noite? primeiramente parabens pelo trabalho que vc faz nos trazendo informações construtivas e de auto estima, ensinando-nos a melhorar a cada dia, agora eu tenho uma dúvida e gostaria que vc me respondesse ok! eu comprei hipertrofia, tenho uma genetica razoavel, mais depois de algum tempo adquiri um pouco de gordura abdominal., ate pq ja operei apendice e tive que abrir na linha do abdomem entende? pois é estou seguindo suas dicas, inclusive adcionando aos poucos os treinos na academia, so que eu queria saber o seguinte:
    É correto fazer o aeróbico, tipo spinning e o Hit( começando aos poucos) no mesmo dia que eu fizer as séries, ou deixo para escolher um dia ou dois na semana para executa-los, pois alem de querer promover a hipertrofia gostaria de definir ou melhor manter a massa magra!!!!
    tenho 1;67 pes0 68:50 kgs atualmente
    desde já agradeço

    • Rodrigo

      Oi Elaine, de forma geral, eu sugiro que faca HIIT em dias alternados e nao no mesmo dia dos aerobicos.

  • Talita Navarro Fiorini

    Rodrigo, o que vc diz dos termogênicos? Vc aconselha o uso? Obrigada!

    • Rodrigo

      Tem um artigo no site sobre isso Talita! 🙂

  • Beatriz

    Rodrigo,

    estou, aos poucos, adaptando a minha dieta a tudo que leio aqui. :} É um projeto novo, que desejo levar até o fim.

    Bom, comecei a natação hoje e, além dela, pratico Yoga (que, apesar de parecer leve, tem alguns exercícios pesados). Infelizmente, só poderei começar a academia mês que vem.

    Você acha possível conseguir bons resultados com esses dois esportes?

    Outra pergunta é: eu poderia comer ovos mexidos no jantar? É uma boa opção?

    • Rodrigo

      QUalquer exercicio eh bem vindo, mas a alimentacao eh mais importante. Sem duvida, nao tem horario para ovos!

  • Beatriz

    Ah, pratico a natação e o yoga apenas duas vezes por semana. :/

  • Jessica Arndt

    Rodrigo, estou amando seu blog! 🙂 Tô mudando de vida e seu blog me ajudará muito, com certeza.

    Tudo de otimo aí!