SAIBA DESTAS 2 COISAS ANTES DE USAR ADOÇANTES ARTIFICIAIS

Não é de hoje que a ciência vem mostrando malefícios inesperados causados por alimentos artificiais de qualquer tipo.

QUando o assunto é adoçante, as pessoas tendem a focar somente na quantidade calórica deles, ignorando todo o impacto hormonal e metabólico que eles podem causar.

Estes 2 fatos atuais que trago são mais reforço a idéia de que adoçantes artificiais, apesar de muitas vezes conterem 0 calorias, tendem a causar mais problemas a longo prazo do que adoçantes calóricos naturais.

Acho que vale saber disso para tomarmos as melhores decisões em se tratando da nossa saúde, não é mesmo?

Um abraço,
Rodrigo

Para conhecer o programa de emagrecimento Código Emagrecer De Vez, entre aqui: http://codigoemagrecerdevez.com.br

Fundador do EmagrecerDeVez.com e autor de 3 livros eletrônicos bestseller: Emagrecer De Vez, 50 Receitas Para Emagrecer De Vez e Hipertrofia Muscular.

  • Eduardo Domingos

    Rodrigo, sobre o fato estatístico de que as pessoas que consomem adoçantes artificiais costumam ter maior IMC, parece-me mais “sócio-mercadológico” do que metabólico. Ou seja, a pessoa consome adoçantes artificiais achando que vai ajudar a emagrecer porque ela JÁ tem um IMC alto, e NÃO que ela tenha um IMC alto porque consome adoçantes artificiais. No mais, também sou contra adoçantes artificiais.

    • Silvia Augusto

      eu também pensei nisso… uma pessoa magra, usaria adoçante pra que? O magro usa açúcar porque é magro!. Quem é obeso usa adoçante pra ver se emagrece. Gostaria de saber a opinião do Dr Souto.

  • Ana Juliani Morari

    E a sucralose Rodrigo? Quando iniciei low carb há quase um ano se falava em consumir sucralose so invés de açúcar. Quando faço algo que é pra ser doce utilizo este adoçante em gotas. Que informações tem a respeito da sucralose?

    • cualkercoisa

      olha nada desses adoçantes, exceto a estévia, o eritrol e o xilitol, são saudáveis. as pessoas que usam dizem que é “só uma vez” e “tem nada não” porque falta estudo do mínimo que seja para saber que nada disso vem a beneficiar nada no aspecto humano, a não ser, quem sabe, um dia do lixo para manter a saciedade mental. mas é dia do lixo, e não rotineiramente como se fosse normal.

      aquela estória do efeito tampão equilibrar tudo é bem diferente do que dizem. na prática, o corpo daria de conta de pouquíssimas quantidades de algo que fazem mal. mas a vida moderna , principalmente em cidade grande, faz com que as pessoas estejam expostas a esses contaminantes a toda hora e a todo momento.

      e nós não somos tão perfeitos assim. é bom lembrar que desde a era da pedra, o ser humano mudou quase nada de seu genoma, vide a filosofia da dieta paleolítica que explica muito bem essa questão. na prática somos homens primitivos com um estilo de vida que mais atrapalha do que ajuda. então voltando a questão. o único benefícios lógico para as porcarias, é relaxar a mente, mas visto que quem faz isso é porque é viciado.

      um drogado, fumante, alcoolatra diz a mesma coisa: “é só para relaxar e dormir bem”. resumindo o papo furado: o viciado acorda para o vício, dorme por causa do vício, descansar para repetir tudo de novo, e fica nesse ciclo vicioso até morrer por causa disso. e quando morrer, os outros viciados espalharem o papo furado de que foi falta de remédio e de mais vício. é por isso que os governantes tratam a maioria como tratam, porque o povo faz por onde merecer o castigo.

  • Rosemarie Pereira Vargas

    E o que usar para adoçar então? O que seria mais saudável e menos engordativo?