A Carne Estraga No Intestino? – 5 Mitos do vegetarianismo

vestido

Olá, Barbudos! Tudo bem?

Tudo bem, Meninas?

Aqui é o Geosh.

Tá correndo solta a história do vestido que algumas pessoas vêem branco e dourado e outras vêem azul e preto, que são as cores reais do vestido.

Mais importante do que a cor do vestido é entrar nele, né? É pra isso que eu escrevo esses artigos, pra ajudar as meninas a caberem nos seus vestidos e ficarem lindas, contentes e saudáveis =)

E quanto aos barbudos, eu não tenho nada contra o uso de vestidos por vocês também, hehe!

Por mim, cada um faz o que quiser da vida, desde que não repita mentiras que atrasam a vida dos outros.

Alguns mitos são sustentado por pessoas que defendem um ponto de vista pelo que elas acreditas que ele representa, e não pela verdade em si. Muitas vezes as pessoas invertem a verdade em favor dos seus pontos de vista. São mentiras que atrasam a vida deles e a nossa.

Defender um ponto de vista é um erro, mas defender a verdade pode salvar a sua vida. A verdade é mais importante.

Eu sou onívoro, mas já fui vegetariano por um período de 2 anos. Também já escrevi um artigo sobre idéias boas que são utilizadas dentro do veganismo, por exemplo.

Dito isso, que fique claro que eu estou argumentando contra os mitos, não contra o vegetarianismo em si, que acredito ser uma postura válida e que possa ser saudável principalmente se você consumir ovos, queijos e manteiga naturais.

Também não estou argumentando contra o veganismo, embora acredite que um vegano tenha que fazer um esforço hercúleo pra conseguir ter uma alimentação balanceada, saudável e emagrecedora.

Como eu disse antes, cada um faz o que quiser da vida, desde que não repita mentiras que atrasam a vida dos outros.

5 Mitos do Vegetarianismo

Mito número 1: Ser vegetariano vai te fazer emagrecer

Esse é o mito mais comum. É natural alguém com sobrepeso em algum momento se perguntam se o seu excesso de peso é por causa da carne.
Mas a verdade é que você pode tomar Refri, comer salgadinho e macarrão instantâneo e ainda assim ser vegetariano.

Apenas ser vegetariano não faz ninguém emagrecer. Algumas pessoas podem ter sucesso em emagrecer em uma dieta vegetariana, mas isso não é o fator definitivo no emagrecimento.

Mito número 2: Seres humanos não evoluíram para digerir carne

Outra falácia. A pepsina, tripsina, quimotripsina e outras proteases fazem um ótimo trabalho em quebrar a proteína da carne em aminoácidos e os sais da bile e a lipase fazem um ótimo trabalho de quebrar a gordura da carne.

Em outras palavras, a carne que comemos é digerida por enzimas que nosso próprio corpo produz. Mas nós não somos capazes digerir a celulose, por exemplo, seja por enzima ou por fermentação, como um animal realmente herbívoro é capaz.

Isso não quer dizer que você precisa consumir um excesso de carne. Se estiver na dúvida de consumir menos ou mais, esse artigo pode ajudar.

—————————————————————————————————————————-

Banner250x250_2

Você deseja uma resposta passo a passo, completa e cientificamente eficaz para atingir o seu objetivo de emagrecimento de uma vez por todas? Te convido a conhecer o Livro Eletrônico Emagrecer de Vez.

Se você já conhece a eficácia do método e já tomou a DECISÃO de mudar de vida e investir nesse livro eletrônico: Clique AQUIesse link leva direto para a compra.

Clique aqui para conhecer!
Clique aqui para conhecer o novo livro de receitas.

Conheça também o novo livro de Receitas do Rodrigo, o 50 Receitas para emagrecerdevez. Ele tem alternativas realmente deliciosas que substituem qualquer alimento que você poderia utilizar como ¨desculpa¨ para não se alimentar de maneira Emagrecedora. No site ainda temos o Best Seller Hipertrofia Muscular, Para quem quer ganhar massa magra e obter os melhores resultados de maneira otimizada na academia.

————————————————————————————————————————–

Mito número 3: A carne vermelha apodrece no seu colon

Na verdade, o oposto é verdadeiro. Como citado no mito 2, nosso corpo digere muito bem a carne. Os ácidos no nosso estômago fazem um trabalho fenomenal em dissolver a carne. Pra digerir os grãos e vegetais, nós contamos com a ajuda da flora intestinal, ou seja, dos trilhões de bactérias que vivem no nosso intestino. Portanto, se alguma coisa parece apodrecer dentro da gente, é resultado da fermentação dessas bactérias. Se você tem qualquer problema com gases e quer acabar com esse problema, veja o artigo sobre FODMAPS.

Mito número 4: Carne de soja e Proteína de soja são bons substitutos

Não, Não e Não. Alem da proteína de soja não ser uma proteína de alto valor biológico(ela precisa ser combinada com outros grãos para termos todos os aminoácidos essenciais) Além disso, Tem muitas considerações sobre o consumo de soja e dos seus derivados industriais a respeito da nossa saúde.

Mito número 5: Evitar comer carne diminui o sofrimento dos animais

coelhinhoA questão ética é o motivo pelo qual muita gente deixa de comer carne. Porém, se reduzirmos a questão a não causar sofrimento aos animais, nós não poderemos comer alimentos frutos da agricultura.

O impacto da agricultura no meio ambiente, durante o preparo do terreno, plantio e colheita causa a morte de milhões de animais silvestres, o sofrimento causado pela agricultura é praticamente incalculável.

Como a maioria de nós prefere consumir do que produzir, fazer algo ativamente seria muito mais válido, a despeito de comer ou não comer carne. Para que animais criados para abate tenham uma vida sem sofrimento(gado de pasto, por exemplo) e um abate indolor.

Convenhamos que a humanidade não vai parar de consumir carne nem de plantar em grande escala nem tão cedo, portanto, isso é algo que de fato temos que lidar.

Acredito ser mais ético e saudável consumir carne de um gado de pasto criado com carinho e abatido de maneira indolor do que de uma galinha de granja.

Geosh.

  • Vanessa

    Multo bom o artigo Geosh. Amo todos os artigos aqui. Vc é ótimo.

    • Obrigado, Vanessa! Você é que é ótima! Seja sempre muito bem vinda aqui no site =)

  • Muito Bom Artigo! As Pessoas Precisam Entender Que O Mais Importante Não É O Quanto Você Come E Sim O Que Você Come!

    • E como você come, de onde vem o que você come. Obrigado, Léo! Disponha sempre!

  • Igor

    Oi Geosh! Tudo bem? Eu tenho a oportunidade de almoçar todos os dias salada e legumes, só que a carne é churrasco.. Tem gordura, claro! Então meu almoço ficaria um legume, salada, carne de churrasco gorda e água gelada! Gostaria de saber se há alguma situação de risco em comer churrasco todos os dias (sou gaúcho hehe) e outra coisa, tem problema eu comer somente legume e salada com ovo a noite, e deixa novamente a carne pro outro dia ao meio dia? Valeu!

    • Igor

      Oi Geosh, pode me responder?

      • Olá, Igor! Provavelemnte você comentou enquanto eu estava respondendo, por isso não vi. A meu ver o único risco é em relação a quantidade de proteínas, uma vez que um excesso de proteínas pode interferir no seu emagrecimento. Veja o artigo sobre mais proteínas menos proteínas aqui do site. Talvez seja uma boa adicionar mais um pouco de gordura. Acredito que deixar a carne pro outro dia não vai atrapalhar no emagrecimento também não. Abraços!

  • Gabriela

    Olá, estou comendo ovos no café da manhã quase dodos os dias, (não só pela proteína, mas porque emagrecem). Se eu ingerir os ovos como ingredientes de panquecas ou pães (low carb), tem o mesmo “efeito”?
    Aliás, ótimo artigo, parabéns.

    • Tem sim, Gabriela, desde que os outros ingredientes não interfiram. Obrigado e um grande abraço!

  • Gislayne

    Geosh Vc é o cara!

    • Fico feliz que tenha gostado, Gislayne! Vamo que vamo!

  • Marilda

    Oi Gosh.Estou muito satisfeita em pouco mais de uma semana perdi medidas so estou um pouco preocupada pq meu intestino nao esta funcionando direito,sera por causa da proteina?

    • Marilda, um erro que muitos iniciantes cometem é aumentar a proteína além do necessário, geralmente em detrimento das verduras e legumes e das gorduras. Veja o artigo sobre mais ou menos proteínas.

  • Matheus

    Oi Geosh…. Sou adepto do low carb desde novembro de 2014. Recentemente fui a um endocrinologista para dar uma olhada como estão as coisas. Contei pra ele que sigo o estilo low carb, ele me pediu pra parar, pois como meu organismo não tem acesso a carboidratos, quando eu os comer tudo será armazenado na forma de gordura. Outra coisa, ele me receitou um medicamento que elimina gordura nas fezes. Estou na dúvida se tomo ou não esse medicamento, pois se eu tomar a dieta low carb não será mais eficiente não é??? Pois se eu não tiver acesso as gorduras boas, não vou ter a fonte de energia correta para continuar seguindo o estilo low carb, estou correto???

    Obrigado.

    • Matheus, eu faria exames e veria como o meu organismo está. Se você pretende voltar a consumir carboidratos densos e prejudiciais, você vai voltar a ter os mesmos resultados ruins que tinha antes. Pode ser uma boa pedir uma outra opinião e principalmente fazer esses exames antes de tomar um medicamento desse tipo.

  • Heloisa Felix

    Sou vegetariana por motivos que vão além da minha saúde, posso aderir a este estilo de vida mesmo assim?

    • Desde que você consuma Ovos e não tenha problemas com queijo, não vejo pq não, Heloisa! Abraços!

  • Olá Geosh

    Eu não sou vegetariano mas eu achei bem interessante seu artigo, você foi honesto e justo e não ficou puxando o saco dos vegetarianos.

    • Obrigado, Sandra! Fico feliz que você tenha percebido isso, pois é algo que eu prezo muito. As pessoas tendem a se identificar com as idéias como se elas FOSSEM a idéia: Eu SOU tímido, eu SOU vegetariano, eu SOU partido X, sou religião Y, etc.
      Isso faz com que a pessoa passe a defender a idéia emocionalmente, como defenderia a si mesmo, e não racionalmente, se visse a idéia como um conceito que pode estar certo ou errado e nada mais.
      É por isso que no brasil temos esse atraso de vida que é o fanatismo político, religioso, futebolístico, de celebridades e de valores e crenças.

  • Adrielle

    Concordo contigo Geosh, a primeira vista pode parecer exagero mesmo, mas quando experimentamos algo e temos a prova de que de fato funciona, podemos ver que exagero é o quanto as pessoas se afastaram das coisas que realmente faz bem e são naturais. 😉

    • Adrielle, algumas coisas me assustam mais, sabia? Por exemplo, a contaminação por mercúrio está transformando praticamente todas as espécies de peixe em alimentos tóxicos a cada dia que passa. O meu medo é de quando as pessoas acordarem e se derem conta de que não podemos tratar o planeta como estamos tratando, seja tarde demais pra muita coisa =/

  • Nicole

    Achei um erro no seu artigo. Se a agricultura causa a morte de vários animais, então a maneira mais eficaz de reduzir esse número seria parar de reproduzir artificialmente animais para o abate, já que eles tem que se alimentar pra começo de conversa (já que toda cadeia alimentar se inicia com uma planta). Cerca de 80% da produção mundial de soja, 70% da produção mundial de milho e 70% da produção mundial de aveia são destinadas ao consumo animal. Para você ter uma ideia, se toda a comida que o gado come fosse consumida por humanos, ela poderia alimentar 8,7 bilhões de pessoas (mais do que a população atual).
    Além do mais, não é verdade que os vegetarianos e veganos não ajudam em nada para reduzir o sofrimento animal. Só nos Estados Unidos, 400 milhões de animais deixaram de ser abatidos por causa da redução no consumo de carne. Lá, desde 2007, o consumo de carne per capita reduziu-se em 10%. E não podemos desconsiderar o tamanho da população americana.
    E a carne não necessariamente “apodrece no cólon”, isso é verdade, mas você não esclareceu que uma dieta pobre em fibras – ausentes em produtos de origem animal – pode, sim, causar prisão de ventre.
    Não quero ser rude, estou apenas esclarecendo alguns fatos :3

    • Tratam-se de animais selvagens, Nicole. Adicionalmente, sim, a monocultura ou a agricultura como forma de alimentar a pecuária não é nem de longe a decisão mais inteligente que a nossa espécie pode tomar. A concentração e industrialização da agricultura e da pecuária ao invés da sua pulverização entre pequenos produtores, que poderiam manter a alimentação natural(pasto ou free range no caso das galinhas) e manter um ambiente muito mais saudável e sustentável pra eles e pra nós. Ainda continuo acreditando os pequenos produtores são a solução e que isso inclui hortas em abundância, manteiga, queijos artesanais e ovos caipiras sejam o melhor caminho entre o sofrimento e a sustentabilidade, além de uma oportunidade de negócio gigante. A redução do sofrimento animal pela diminuição do consumo de carne é significativa numericamente, mas é irrisória comparada à presença humana na terra principalmente ao sofrimento causado à fauna do planeta por toda a nossa logística (ou falta de logística) moderna. Pra manter a nossa civilização nos moldes e tamanho atuais e na maneira como consumimos os recursos, nós estamos causando mais uma extinção em massa. Acredito que ninguém deva se alimentar apenas de produtos animais(embora seja possível) e que seja consenso que uma alimentação saudável é rica em fibras vegetais também, e na minha opinião, rica em gorduras, pobre em carboidratos densos e moderada em proteínas. E que a consciência desse impacto seja mais importante do que as polarizações ideológicas =)

  • João

    Eu não quero entrar em discussão sobre os itens 1, 2, 3 e 4. Vou apenas escrever sobre o item 5.

    Dizer que evitar comer carne não irá diminui o sofrimento dos animais é no mínimo incoerência. Grande parte da nossa produção agrícola em massa é diretamente direcionada a alimentação dos animais na pecuária. Então, se temos uma produção agrícola tão intensiva e que precisa agredir dessa forma os animais e a natureza como um todo, saiba que a maior responsável por causar isso é o consumo de carne.

    Outro fator é que muitas terras destinadas a criação de gado poderiam estar sendo utilizadas para o plantio de alimentos, mas estão apenas servindo de pasto para a criação de gado.

    Vou passar somente alguns fatos para que apenas se tenha uma noção dos efeitos devastadores da agropecuária:

    Cada boi mantido em pasto necessita de 1 a 14 alqueires de terra (cada alqueire equivale à 48.400 m2).

    Atualmente, em média 6.000 m² da Amazônia são desmatados a cada segundo, o que equivale a 10 campos de futebol sendo retirados a cada segundo.

    Mais de 80% do desmatamento da Amazônia brasileira deve-se à pecuária, ou seja, áreas desmatadas ocupadas por pastos para o gado. A área ocupada para plantio na Amazônia é de apenas 4%.

    100% dos incêndios na floresta amazônica são intencionais e destinados a abrir pasto para o gado. (Sim, a destruição de florestas destrói vidas, como você bem disse no texto.)

    A produção de carne também demanda água. Para se ter uma ideia para se produzir um quilo de carne de boi são necessários 15 mil litros de água.

    Cerca da metade da produção mundial de grãos é destinada à pecuária. A média de grãos destinados ao gado nos países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico –que conta com países como Estados Unidos, Austrália, Alemanha, Itália, etc- é de 70% da produção

    Cerca de 80% da produção mundial de soja, 70% da produção mundial de milho e 70% da produção mundial de aveia são destinadas ao consumo animal.

    Cerca de 70% da soja produzida no Brasil (incluindo a parte exportada) e 80% do milho cultivado no Brasil (incluindo o que é exportado) tem como destino servir de ração animal. Além disso, grande parcela de outros alimentos altamente nutritivos também são usados para alimentar o gado, como a aveia, o arroz e o trigo.

    Apenas a quantidade de comida consumida pelo gado mundial atualmente alimentaria mais de 9 bilhões de pessoas. Sabendo-se que a população humana mundial é de 7 bilhões de pessoas, a quantidade de alimentos destinados ao gado hoje seria suficiente para alimentar toda a população humana do globo e ainda haveria sobra de alimento. Poderíamos nutrir hoje uma população só prevista para 2050.

    Segundo dados oficiais do Ministério da Agricultura, até 40% do abate no Brasil é feito em frigoríficos ilegais. Há estudos que calculam 50%.

    80% do trabalho escravo no Brasil encontra-se na pecuária.

    Além dessas informações citadas há diversos prejuízos atribuídos ao consumo de carne, como por exemplo o fato que a pecuária é responsavel por um uso muito expressivo de anitibioticos, o que pode causar o surgimento de bactérias resistentes ao mesmo.

    “O impacto da agricultura no meio ambiente, durante o preparo do terreno, plantio e colheita causa a morte de milhões de animais silvestres, o sofrimento causado pela agricultura é praticamente incalculável.” Será que é isso mesmo?

    “Como a maioria de nós prefere consumir do que produzir, fazer algo ativamente seria muito mais válido, a despeito de comer ou não comer carne. Para que animais criados para abate tenham uma vida sem sofrimento(gado de pasto, por exemplo) e um abate indolor.” Não existe abate humanitário, não vou nem discutir se é indolor ou não para o animal, dói para nós, a raça humana.

    ‘Convenhamos que a humanidade não vai parar de consumir carne nem de plantar em grande escala nem tão cedo, portanto, isso é algo que de fato temos que lidar.” Se não ao menos reduzirmos o consumo de carne, sim, não vamos para de plantar e sim teremos que lidar com isso, afinal as consequências virão. Não somos obrigados ser vegetarianos/veganos, somos obrigados sermos conscientes.

    Nesse site há muitas informações disponíveis sobre: http://www.onca.net.br/…/producao-animal-e-impacto-ambient…/