Comer Mais Carne Aumenta Risco De Câncer? (Vejamos…)

carnecozida

Você provavelmente viu notícias (balelas) recentemente sobre isso, não é verdade? É o tipo de notícia que a mídia adora divulgar.

Várias pessoas mandaram e-mail e me perguntaram o que seria a verdade sobre esse assunto tão batido e que novamente toma a atenção dos jornais, TV, revistas, etc.

Bom, vamos ver. Inspirado pelo ótimo comentário sobre o assunto que o amigo médico sueco Dr. Andreas Eenfeldt fez, quero também cobrir algumas coisas sobre isso.

Focando Nas Balelas

O dito “estudo” (2) mencionado pela mídia, não foi nada mais na menos do que um questionário enviado para algumas milhares de pessoas. Depois, o pessoal resolveu interpretar os resultados buscando associações entre hábitos e consequências.

Primeiro de tudo, não é possível de se provar relação causal (causa-consequência) com estudos associativos. Todo mundo que já estudou estatística ou analisa estudos científicos no geral, sabe disso. Alias, uma análise justamente sobre isso mostra que no mínimo 80% do que é concluído através de estudos associativos está errado. (1)

Porém, estudos associativos são um prato cheio para alguns jornalistas incompetentes, irresponsáveis e sensacionalistas tirarem conclusões e saírem disseminando idéias (geralmente) erradas por aí e causando um mal sem medidas.

Focando Nas Verdades

Em meio a um questionário que encontrou uma associação criativa entre comer carne e aumentar o risco de câncer e ainda comparar o aumento ao risco gerado pelo vício do fumo, existem muitos fatores que não vêm a tona.

A associação não parece levar em consideração as outras variáveis de estilo de vida das pessoas, como a ingestão de fast food, fumo, sedentarismo, uma alimentação fraca em legumes e alimentos nutritivos e todo outro fator que poderia impactar realmente no aumento de risco de câncer, etc.

Como o Dr. Andreas diz, “existem boas razões para se ignorar este estudo”.

É como se fizessemos um estudo associativo que concluísse por interpretação dos dados que andar de bicicleta causa problemas cardíacos. Porém, ao analisarmos a fundo, veriamos que estes ciclistas tem mais problemas cardíacos justamente por que, ao andar de bicicleta, eles consomem uma quantidade bem maior de bebidas hidratantes açucaradas do que o resto da população. Ahhh.. então o que CAUSA os problemas é o consumo excessivo destas bebidas e NÃO andar de bicicleta? Pois é…

Voltando, uma das coisas mencionadas no “estudo” é que a ingestão de proteína animal aumenta os níveis do hormônio IGF-1, o que estimula divisão celular. Isso poderia estimular câncer, já que eles crescem através de divisões celulares. Porém, estimular um câncer existente e GERAR um câncer do zero são coisas totalmente diferentes… enfim…

O que o estudo não menciona também, entretanto, é que carboidratos densos também aumentam os níveis do hormônio IGF-1, no mínimo tanto quanto a proteína animal. O único macronutriente que não estimula o IGF-1 é a gordura…

Bom, existem tantos pontos falhos e incertos nesse “estudo” que, na minha opinião, ele não merece nem 1 segundo da nossa atenção.

Livro eletronico Emagrecer De VezAlias, pensemos sobre a questão evolutiva. A não muitos séculos atrás, e por milhares de anos, TODA a nossa alimentação vinha totalmente do que a natureza nos oferecia. Ou seja, plantas, raízes, sementes e animais.

Ainda, nunca na história da humanidade se teve tanto registro de câncer como hoje. Alías, vários estudos mostram a total ausência de câncer em várias populações antigas. Qual seria, então, a verdade que faz mais sentido?

Bom, espero que esta reflexão tenha lhe sido útil. Absorva tudo e tire suas próprias conclusões!

Se você esta querendo emagrecer de vez, manter o peso ideal e viver melhor, sugiro que dê uma olhadinha no Método Emagrecer De Vez, clicando aqui.

Grande abraço,

Assinatura_pequena-menor

  • Val

    Rodrigo, eu acredito que o problema nao é a carne em si, mas toda quimica inserida atualmente nos bichinhos, e creio que devemos considerar isso. Comprar carne organica é o olho da cara, entao qual seria a saida? Realmente acreditar que a carne nao faz mal mesmo sabendo que eles injetam um monte de veneno para os animais crescerem e morrerem mais rapidamente de forma nao natural? O peixe morre pela boca. Cada um tem sua opiniao. Eu nao pago pra ver! Evito ao maximo o consumo de carnes, frango, e tudo que contem GMO.

    • Lucas

      ok você está certa! porem não vejo ventagem também se você se priva de comer carne por este motivo e em vez disso se alimenta de sereal soja transgênica margarina vegetal e outros alimentos processados bem como bebe coca e afins. Vejo muitos se privando de comer carne por estes motivos que você alega mais comer as opções alimentares que nos dão também faz mal. Dos dois prefiro comer carne com hormônio pelo menos tem algum nutriente ainda

  • Leide

    Rodrigo, não dá para pensar na questão evolutiva, pois existe uma grande diferença. Antigamente, muito antigamente, a alimentação era saudável, não havia hormônios injetados nos animais e nem venenos em nossas hortaliças e legumes. Era tudo natural. Acredito que todos devem sim se preocupar com o consumo de carnes, sejam brancas ou vermelhas.

  • Sueli

    Rodrigo eu concordo com vc,as pessoas se preocupam tanto com a carne e se esquecem que os produtos industrializados são cheios de acidulantes,corantes,conservantes,etc.Eu sempre ingeri carne,frango,peixe e creio que devemos nos reeducar como seu livro propõe,estou seguindo o MR,estou emagrecendo com saúde o que é muito importante para mim.Eu percebí como é difícil fazer com que as pessoas acreditem no que é verdadeiro,sempre arrumam desculpas,mas para defender seus péssimos hábitos têm argumentos até ilógicos,mas é assim mesmo, poucos são os que querem um emagrecimento saudável e definitivo.Abraços

  • Nelia

    Rodrigo uma pergunta off post: Quando teremos de novo o Desafio 3 meses para Emagrecer de vez? Eu adquiri o ebook e estou lendo. Então acho que um desafio seria muito motivador.

  • Robson

    sera que não é devido a má qualidade da carne que colabora pra tudo isso….pois antigamente se vivia mais em zona rural…carne saudavel..abatida na hora criada naturalmente..não sei é só um comentario…..

    • kattarina

      Olá sou veterinária e trabalho nessa área e posso te garantir que em relação ao stress na hora do abate, isso está muito reduzido ou inexistente em relação ao passado, principalmente nos grandes abatedouros (os mais tecnificados) pois, hoje se fala muito em bem estar animal como fator necessário para garantir a qualidade da carne, então temos métodos mais humanitários para o abate animal onde o mesmo é dessensibilizado (desmaia/fica inconsciente), por um processo super rápido (fração de segundos) e indolor, antes da sangria que ocorre sem traumas, muito diferente do passado onde se abatia na base da paulada/marretada e o animal urrava de dor/pavor a cada nova agressão até a hora da sangria que muitas vezes ele sentia por estar totalmente acordado. Espero ter ajudado.

      • Cleide

        Eu duvido que o abate é humanitário.
        Se você tivesse que morrer para servir de alimento para “outros”…..
        o que você acha?
        Sou contra comer animais e pronto, falei!!

  • Rodrigo desbancando as balelas… E tomaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!! Boa, Rodrigo! Sempre questionei isso, se nos primórdios a base da alimentação era carne, e a incidência de câncer era zero, por quê culpar o coitado do boizinho?

  • Karina

    Olá Rodrigo!
    O que todos estão dizendo a respeito das carnes e legumes conterem conservantes e outras químicas é plausível sim… mas temos que pensar em consumir, dentre todos os alimentos “venenosos” que temos hoje, aqueles que menos nos prejudicarão. E, mesmo nos dias atuais, o mais saudável é consumir alimentos que nosso organismo já está acostumado e foi criado para isso, como proteínas, gorduras e carboidratos de qualidade.
    Concordo plenamente com o que você diz, que é totalmente baseado em estudos VERDADEIROS e sérios. Adquiri o seu livro e meus hábitos estão se transformando. Já percebo a diferença, por dentro e por fora, na saúde e na balança.
    Bola para frente! Tentemos mostrar às pessoas o que realmente é correto, apesar de toda a dificuldade e das mentes “bitoladas” pela mídia…

  • JOSE MARCELO VIEIRA

    O que vejo hoje é que existe uma relação de compromisso. Imaginem o seguinte: voce está doente, não tem dinheiro pra comprar o remédio “de marca”, o remédio genérico é mais fraco… então voce conclui que é melhor não tomar remédio nenhum? Então: uma carne criada com hormônios seria pior que um trigo criado com cruzamentos ou mutações? Uma sardinha enlatada é pior que uma soja transgênica? Um frango de granja é pior que o milho transgênico que ele consome? O que vejo é que temos que comer o melhor DENTRO DO QUE FOR POSSIVEL, e vejo que mesmo que permaneçamos comendo uma carne de um boi criado na ração, se esta é a opção disponível, ainda é menos ruim que permanecer comendo diretamente a RAÇÃO (trigo/milho/soja etc…). Minha opinião. Se não bastasse estarmos rodeados de comidas que são lixos e chorumes, ainda por cima demonizam o que pode ter alguma chance de salvar algumas vidas.

  • Rodrigo,não da para entender afinal de contas eu conheço pessoas que nunca comeram carne que contrairão o câncer.

  • Parabéns Rodrigo pelo seu artigo. É bem claro e objetivo. O volume de informações sobre esse tema é muito grande e são conceitos já alicerçados na nossa cultura. É difícil mudar padrões e comportamentos. Com relação ao aumento do número dos casos de câncer, eles não devem ser relacionados à apenas ao consumo de carne. Tem muitas variáveis que devem ser consideradas.

  • Rosania

    Rodrigo,
    Bom dia,
    Estou seguindo o metodo MR a um mes, fiz exame de sangue e minha medica ficou espantada como minha ferritina caiu, me mandou tomar suplemento duas vezes ao dia, estou muito confusa nao sei se abandono o metodo ou se continuo, isto e comum? sera que isto regulariza com o tempo, sera coincidência? ajude, nao gostaria de mudar minha alimentacao pois estou me sentindo muito bem.

    abraço,
    Rosânia.

    • Tatiana

      Rosania,

      Eu iniciei agora o método Emagrecer de Vez. Porém, eu já tinha retirado os grãos, incluindo os feijões, do meu dia a dia. Meu último exame (há 3 meses) mostrou que minhas taxas de colesterol, hormônio e vitaminas estavam normais. Talvez exista alguma outra razão para a sua taxa de ferritina estar baixa. Não sei se adianta o meu depoimento, mas espero poder ajudar com a minha experiência.
      Abraços.
      Tatiana